Quarta-Feira, 29 de Maio de 2019 - 11:03 (Colaboradores)

L
LIVRE

LENHA NA FOGUEIRA: PA-CU-LTURA; É O MOVIMENTO CUJOS INTEGRANTES VÊM SE REUNINDO TODAS AS SEGUNDAS FEIRAS

É o movimento cujos integrantes vêm se reunindo todas as segundas feiras, na praça das Caixas D'água para discutir o quanto anda as ações culturais, desenvolvidas pela prefeitura de Porto Velho via Funcultural.


Imprimir página

PA-CU-ltura. É o movimento cujos integrantes vêm se reunindo todas as segundas feiras, na praça das Caixas D'água para discutir o quanto anda as ações culturais, desenvolvidas pela prefeitura de Porto Velho via Funcultural.

A turma do "PACU" não é de hoje que procura uma solução para o Sistema Municipal de Cultura – SMC que foi aprovado há alguns anos e não é colocado em funcionamento por quem de direito.

Para o sistema funcionar em sua plenitude é preciso que o município cumpra o que consta da Lei de Criação do SMC oficializando o Fundo de Cultura para que sejam depositados os valores que devem ser administrados pelos integrantes do Conselho de Cultura que inclusive conta com membros nomeados, mais, há muito tempo não realiza uma reuniãozinha sequer.

Assim sendo, as Setoriais dos diversos segmentos culturais existentes em Porto Velho, também não se reúnem para discutir os problemas de suas categorias. Aí fica uma nuvem escura, cobrindo tudo que poderia ser visto por todos de todos os segmentos.

Diante de tanta falta de informação o pessoal do Movimento PA-Cultura está protocolando oficio solicitando audiência pública na Câmara de Vereadores para discutir a cultura no município de Porto Velho.

Eu que pensava que a turma estava dormindo acomodada, ou apreciando a banda passar. Que nada estão mais vivos do que nunca.

O Movimento Pro-Cultura que foi criado para discutir a cultura em nível de Estado conseguiu colocar em funcionamento o Fundo de Cultura, tão logo conseguiram reunir a categoria em audiência pública, realizada na Assembleia Legislativa no final do ano passado.

Hoje já está depositado na Conta do Funcultura R$ 700 Mil. Vamos ficar torcendo para que o pessoal do Movimento PACU também consiga êxito na audiência com os vereadores.

Aliás, o PACU está convocando a categoria de todos os segmentos culturais para o Seminário que deve acontecer na primeira quinzena de junho.

Lá vai o "pau" quebrar novamente em cima do presidente da Funcultural, meu amigo Ocampo Fernandes.

A gestão do Ocampo frente à Funcultural desde seu início vive no limite, é sempre no "fio da navalha", se escorregar fica sem os "bagos".

Nem mesmo o sucesso do Boto Rock Festival, aliviou a pressão em cima do presidente da Funcultural de Porto Velho.

Já pelo lado da Sejucel o negócio é conseguir patrocínio junto a empresas privadas, para repassar aos grupos folclóricos o mais depressa possível.

Segundo o superintendente Jobson Bandeira até o governador Marcos Rocha está empenhado em conseguir os recursos junto ao empresariado de Rondônia.

Enquanto isso, os grupos continuam se apresentando no Festival do Arraial Flor de Cacto. Na noite desta quarta-feira quem vai se apresentar é a Nova Junina do Orgulho.

O líder do grupo Nova Junina do Orgulho folclorista Raimisson Correa está cantando pelos quatros cantos da cidade, que seu grupo não vai dar refresco para as chamadas juninas grandes.

Vamos mostrar que a turma do Orgulho do Madeira também sabe brincar e dançar quadrilha. Quem quiser apreciar um verdadeiro espetáculo de dança é só comparecer hoje à noite ao Campo de Futebol 1º de Maio no Bairro Caladinho a partir das 21 horas, quando a Nova Junina do Orgulho vai iniciar sua apresentação. Convida Raimisson.

Como o Aluízio Guedes me convidou para participar da sua homenagem no próximo sábado participando de uma Meia Lua de Toada de Boi com ele. Vou me preparar para aplicar-lhe uma peia de "Versos" de desafio.

Fonte: 015 - Silvio Santos / NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias