Terça-Feira, 26 de Fevereiro de 2019 - 15:18 (Colaboradores)

L
LIVRE

LENHA NA FOGUEIRA: O CARNAVAL DE PORTO VELHO BOMBOU NO FINAL DE SEMANA

O carnaval de Porto Velho bombou no final de semana com os desfiles dos blocos: Areal Folia, Até Que a Noite Vire Dia, Pirarucu do Madeira e Furacão da Zona Sul.


Imprimir página

O carnaval de Porto Velho bombou no final de semana com os desfiles dos blocos: Areal Folia, Até Que a Noite Vire Dia, Pirarucu do Madeira e Furacão da Zona Sul.

Sábado ainda teve a Feijoada Esquenta da Banda do Vai Quem Quer que literalmente lotou a sede do Clube da OAB. Se não fosse a turma do som pedir pra Siça avisar que a festa terminaria, até hoje a OAB estava lotada. O forrobodó começou ao meio dia e só parou após as 18 horas.

Seguindo à risca o que diz o tema do bloco: “Tudo Junto e Misturado - # Elasim”, a direção da Banda colocou se apresentando, além do grupo de samba do Loro Rodrigues por sinal muito bom, parte da Banda da Banda e finalizou com parte da Banda de Forró “Piolho de Cobra” e com a cantora Mikéia.

No meio disso tudo, a quadrilha “Nova Junina do Orgulho” comandada pelo Raymisson, fez apresentação especial e foi bastante aplaudida.

Apesar do sucesso dos blocos que já desfilaram. Sucesso de público, caso do Areal Folia, Até Que a Noite Vire Dia, Pirarucu do Madeira e Furacão da Zona Sul.

Os problemas foram muitos. Problemas criados pela prefeitura de Porto Velho via Semtran. Acontece que a Semtran está exigindo que os blocos, além de colocar as grades no perímetro do seu desfile, está exigindo que coloque uma pessoa tomando conta dessa grande, que é para liberar e ou fechar a passagem de veículos,

Se por acaso faltar essa pessoa, eles não liberam o bloco e isso prejudica o desfile, como foi o caso do Areal Folia que desfilou menos de uma hora. Era para ter começado a meia-noite e só começou as 2h30, como sua licença dizia que o desfile tinha que terminar as 4 horas da madrugada, os foliões que compraram abadá brincaram apenas UMA HORA E MEIA. Chegaram a ameaçar de prisão o motorista do Trio caso ele deslocasse a carreta. Um absurdo.

No Até Que Noite Vire Dia foi a mesma coisa, só que a turma do bloco ficou esperta e o atraso foi apenas de Meia Hora e o desfile em sua totalidade não foi prejudicado.

Ontem durante Seção na Câmara de Vereadores o pau quebrou em cima da Semtran e de todos que trabalham na segurança do trânsito durante o carnaval.

Principalmente o vereador Márcio Miranda que também é diretor do Até Que a Noite Vire Dia. Disse o vereador que um dia antes do desfile do seu bloco, esteve na Semtran para saber realmente das exigências que atrapalharam o desfile do Areal Folia no dia anterior e mesmo tomando todas as providências, para evitar problemas com seu bloco, na hora da saída, a SEMTRAN atrapalhou. Fizeram couro com Márcio o vereador Alecks Palitot entre outros.

O que passa, é que parece que a prefeitura de Porto Velho é totalmente contra qualquer manifestação da cultura popular. Olha que os blocos pagam taxas e taxas para desfilar e mesmo assim, são prejudicados na hora da festa.

A Luciana e o Segismundo sofreram para colocar o Pirarucu do Madeira e olha que o bloco deles não vende abadá ou camiseta, não coloca corda de isolamento. É realmente um Bloco aberto ao folião e mesmo assim, a prefeitura quase não libera seu desfile.

O Pirarucu do Madeira talvez por ser um bloco que não cobra nada dos foliões, sensibilizou o Comando da Polícia Tática (PM) que estava dando suporte ao desfile, fechando as ruas por onde o bloco ia passar. Nota Mil para o comandante desse Grupamento Policial.

Acho que em todos os Blocos quem deveria fazer esse serviço era os Guardas conhecidos como “Marronzinho” da Semtran, já que os blocos recolhem as taxas exigidas pela prefeitura.

Vamos deixar o povo brincar carnaval!

Fonte: 015 - Silvio Santos / NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias