Quinta-Feira, 14 de Março de 2019 - 15:32 (Colaboradores)

L
LIVRE

LENHA NA FOGUEIRA: NA AVALIAÇÃO DOS BLOCOS QUE DESFILARAM EM PORTO VELHO NO CARNAVAL DESTE ANO, FALTOU UM DOS BLOCOS MAIS ORGANIZADOS

To me referindo ao bloco Murupi que recebe o troféu de MELHOR OPEN BAR do carnaval 2019.


Imprimir página

Na avaliação dos blocos que desfilaram em Porto Velho no carnaval deste ano, faltou um dos blocos mais organizados.

To me referindo ao bloco Murupi que recebe o troféu de MELHOR OPEN BAR do carnaval 2019. Anota ae Bruno!

Meu amigo carnavalesco Flávio Daniel retruca nossa avaliação e diz que o MELHOR BLOCO foi o PIRARUCU DO MADEIRA. Acontece que a avaliação foi feita em cima dos blocos de TRIO ELÉTRICO

Direito de Resposta - Senhor Presidente. Ao compulsar este Matutino, editado no dia 07 de março de 2019, quinta feira, mais precisamente no Caderno 2 – Cultura, na coluna intitulada Zekatraca – “Lenha na Fogueira”, de autoria do senhor Sílvio Santos, nela (na coluna) encontra-se exarado o seguinte texto ao qual iremos transcrever:

“… Aliás, o Trio também ganhou o segundo lugar com o samba da escola Os Diplomatas. Já o presidente da vermelho e branco criou o maior caso porque o Asfaltão colocou muita gente cantando o samba de enredo, esqueceu que ele também foi calçado por mais de três cantores e conseguiu ficar em segundo, tanto como samba de enredo, como interprete. E aí protestador?

Pois bem senhor Presidente, acontece que este “Protestador”, no meu entendimento este adjetivo colocado de maneira pejorativa, estava “criando o maior caso” junto ao presidente da FESEC – Federação das Escolas de Samba e Entidades Carnavalescas do Estado de Rondônia, pelo simples fato do Regulamento apresentado para as Escolas não estar sendo cumprido e respeitado, e não, pelo fato exposto pelo aludido colunista.

Por tanto, senhor Presidente, o aludido colunista não participou da discussão e nem conhecia o assunto tema da discussão, entretanto, de maneira irresponsável, manifestou-se erroneamente em sua coluna com o simples propósito de criar factoides e gerar animosidade na relação entre pessoas; em tempo, o meu protesto foi acompanhado por outra agremiação.

Quero ressaltar, que tal publicação causou-me embaraços haja vista que o meu pensamento não se assenta em coisas pontuais, ele (o meu pensamento) é macro, as pessoas que estão ao meu redor sabem disso. Ganhar ou perder é só detalhe, faz parte de quem se propõe a participar de um embate. O que não é admissível, é o fato de que uma pessoa que se apresenta como jornalista usar de um instituto de comunicação de grande credibilidade e veiculação como é o Diário da Amazônia para propagar inverdades. Deveria o dito jornalista sair a procura da verdade, conversar com as pessoas envolvidas, e aí sim, publicar o que realmente aconteceu. Fica claro e notório nesta publicação, que o Presidente da Vermelho e Branco, que ele desrespeitosamente não cita o nome, tem atitudes mesquinhas e se apega as coisas pequenas, o que não é verdade e isso não faz parte do meu caráter.

Por tudo exposto senhor Presidente, solicito de Vossa Senhoria o direito de resposta e que este conteúdo, redigido por mim, seja publicado, em sua totalidade, na coluna “Zé Katraca – Lenha na Fogueira”.

Taí a publicação na íntegra senhor Engenheiro Civil Jair Monteiro Silva de Souza. Só tem, um detalhe.

Quem realizou o Concurso de Samba de Enredo e Melhor Interprete foi este colunista, com o aval da editoria do Jornal Diário da Amazônia e mais, quem elaborou o Regulamento dos Concurso fui EU, portanto, eu sabia e sei o que estava escrito. O senhor é que não leu direito ou não teve a capacidade para interpretá-lo corretamente e ficou falando “besteira”.

O evento foi todo produzido por mim (ZEKATRACA) a FESEC foi responsável epenas pelo Desfile Coletivo. Não sei se o senhor entendeu. O evento é do colunista ZEKATRACA. (continua amanhã).

Fonte: 015 - Silvio Santos / NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias