Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019 - 09:23 (Colaboradores)

L
LIVRE

LENHA NA FOGUEIRA: À LUTA PELA IGUALDE RACIAL E RELIGIOSA EM PORTO VELHO

A sessão solene que aconteceu no auditório da Assembleia Legislativa de Rondônia – ALE reuniu não apenas integrantes dos Movimentos Negros da capital. Estavam presentes uma caravana de Quilombolas do Vale do Guaporé entre outros


Imprimir página

A sessão solene que aconteceu no auditório da Assembleia Legislativa de Rondônia – ALE reuniu não apenas integrantes dos Movimentos Negros da capital. Estavam presentes uma caravana de Quilombolas do Vale do Guaporé entre outros.

O Vice Prefeito de Costa Marques e a prefeita de São Francisco também receberam o Voto de Louvor, pelo apoio aos Quilombolas do Vale do Guaporé. A prefeita de São Francisco Gislaine Lebrinha é chamada de "Negra Loira".

O Plenário das Deliberações da ALE estava parcialmente lotado e os discursos, à maioria de agradecimento ao deputado Lazinho pela homenagem.

Gostei da homenagem aos que para mim, foram os responsáveis por tudo que acontece até hoje, relativo à luta pela igualde racial e religiosa em Porto Velho. Estou me referindo ao Bubu, Dada, Carlinhos Maracanã, Jorge do Areal, Orlando e Norman Johnson os criadores do Movimento Cabeça de Negro ainda em meados da década de 1980.

O que faltou foi citarem oficialmente o Cabeça de Negro. Só quem fez alusão ao Movimento foi o Orlando em seu discurso bastante aplaudido, pela contundência na defesa da igualdade racial.

Depois de tudo, a turma de sambistas, mesmo debaixo de um chuvisco que insistia em cair sobre Porto Velho, correu para o Bar do Calixto na Jacy Paraná e o samba em homenagem ao dia da Consciência Negra ou Dia de Zumbi dos Palmares comeu solto até a meia noite.

E de repente, era um eram dez, eram milhares, sob as azas azul da liberdade, nascia o estado de Palmares. Parte da letra do samba de Nei Lopes "Epopéia de Zumbi"

Folga negro de Angola que ele não vem cá. Se ele vier Quilombola, pau há de levar.

E o pau quebrou (no bom sentido), na Assembleia Legislativa de Rondônia. Foi uma tarde para ficar na memória pro resto da vida. Valeu deputado Lazinho;

Esperamos que essa solenidade, não fique apenas na primeira, que nos próximos anos, se repita e outras pessoas recebem o Voto de Louvor pelo trabalho em prol da igualdade racial e respeito às religiões.

Como ninguém é de fero pra ficar só no sério... Não podemos deixar de registrar a dificuldade do cerimonialista que atuou durante a sessão solene pelo Dia da Consciência Negra para pronunciar o sobre nome do sambista e compositor Oscar Dias Knightz.

Saiu NITE, NEGAITE só não saiu o KNIGHTZ. "Um dia eu aprendo", disse o locutor todo sem jeito.

A turma já esta se movimentando para festejar o Dia Nacional do Samba. Como este ano a data 2 de dezembro, cai numa segunda feira, a Funcultural vai realizar a festa no dia 7 de dezembro.

No mesmo dia está programada a realização de mais uma edição do Projeto Samba Autoral coordenado pela Escola de Samba Asfaltão. Se eu fosse da Funcultural entrava em acordo com a diretoria do Asfaltão e realizava tudo junto e misturado no Mercado Cultural.

O que está pegando mesmo, é a abertura das comemorações dos 40 anos da Banda do Vai Quem Quer programada para acontecer no próximo dia 30, com uma feijoada que será servida no Clube da OAB a rua Rio de Janeiro.

As "Sicetes" já estão fazendo pit stop nas esquinas de Porto Velho divulgando o evento e vendendo convite que tem dois preço. Só a feijoada R$ 25 feijoada e camiseta R$ 40 mangos.

A Federação das Escolas de Samba definiu a data para as escolas de samba apresentarem seus ENREDOS para o carnaval de 2020. Sinopse e Samba pronto até o dia 15 de dezembro.

As fontes dão conta, que apenas a escola Acadêmicos do São João Batista ainda não definiu seu enredo para o próximo carnaval. As demais já estão inclusive, gravando seus sambas.

Pai Beto disse que só após o dia 23 deste mês, ou seja, sábado que vem, ele vai reunir a imprensa e divulgar o tema da escola para o próximo carnaval. Será que ele está apostando na vitória do Flamengo contra o River Plate para exaltar na avenida a conquista do seu time o Rubro Negro?

Quem viver, verá!

Fonte: 015 - Silvio Santos/NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias