Quinta-Feira, 14 de Março de 2019 - 15:47 (Geral)

L
LIVRE

JOVENS ATIRADORES DE ESCOLA EM SUZANO SE ORGANIZARAM NO FACEBOOK, REVELA INVESTIGAÇÃO

Os assassinos organizaram não só a logística do crime como também toda dinâmica pelo Facebook.


Imprimir página

A Polícia Civil está com mais de 20 investigadores atuando em Suzano, São Paulo, para que possam apurar tudo que aconteceu desde a manhã desta última quarta-feira (13), na Escola Estadual Raul Brasil. A polícia quer entender o que teria levado os dois atiradores a cometerem tamanha barbárie.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Seccional de Suzano, contando com o apoio de agentes da capital paulista e até da cidade de Mogi das Cruzes. Alguns investigadores estão analisando as redes sociais e também algumas páginas no Facebook, inclusive alguns policiais disseram ao portal UOL que dos dois jovens assassinos combinaram o massacre através de mensagens diretas pelo Facebook.

Os assassinos organizaram não só a logística do crime como também toda dinâmica pelo Facebook. Os investigadores já sabem que em uma conversa dos jovens atiradores eles combinaram de alugar um carro e depois se vingar de algumas pessoas que fizeram mal a eles.

A mãe do atirador mais jovem disse que o filho já sofreu bullying na escola e a polícia está trabalhando com a tese de que o massacre foi premeditado, planejado por mais de um ano e que a ‘raiva’ pode ser a motivação de tudo isso.

Como a investigação é sigilosa, os investigadores não podem revelar o conteúdo das mensagens trocadas pelos dois assassinos, que eram amigos de infância e vizinhos. Eles costumavam jogar games violentos e nas redes sociais deixavam claro que eram admiradores das armas de fogo. Eles frequentavam uma lan house em Suzano e a polícia já esteve no local, onde apreendeu computadores e tablets, para que tudo seja analisado pela perícia.

Fonte: 013 - 1News

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias