Quinta-Feira, 20 de Fevereiro de 2020 - 11:25 (Polícia)

16
Não recomendado para menores de 16 anos

INVOCAÇÃO DO MAL: AVÔ QUE ESTUPROU E ENGRAVIDOU NETA DIZ QUE INCORPORAVA ENTIDADES

O infrator foi condenado a 11 anos em regime fechado, por ter abusado sexualmente e engravidado a própria neta, quando ela tinha apenas 12 anos.


Imprimir página

Manaus, AM - Na manhã desta terça-feira (18), a equipe de investigação da 74ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Borba, município distante 151 quilômetros em linha reta de Manaus, cumpriu mandado de prisão, em razão de sentença condenatória, em nome de um idoso de 67 anos. O infrator foi condenado a 11 anos em regime fechado, por ter abusado sexualmente e engravidado a própria neta, quando ela tinha apenas 12 anos.

Imagem Ilustrativa

De acordo com a escrivã Carla Vieira, que está respondendo interinamente pela titularidade da unidade policial, o idoso foi preso em via pública, no bairro Centro.

A neta do infrator, que atualmente tem 22 anos, começou a ser abusada sexualmente quando tinha apenas 10 anos. Em decorrência dos estupros, a vítima acabou engravidando do avô, tempos depois, quando completou 12 anos.

DNA

“Assim que tomamos conhecimento do fato, iniciamos os procedimentos de diligências, a fim de averiguar o caso. Além das diligências indicarem a existência do delito, um teste de DNA constatou que o infrator era realmente o pai do filho da vítima, o que confirmou o cometimento dos estupros. Ainda naquele ano, o idoso se tornou foragido da Justiça. E nesta terça-feira, depois de recebermos informações, por meio de denúncia anônima, acerca do paradeiro dele, conseguimos efetuar a prisão do mesmo”, explicou a escrivã Carla.

Ainda conforme a gestora interina, após ser conduzido à sede da delegacia, o idoso alegou, em depoimento, que nas ocasiões em que cometia os crimes, estaria incorporado por entidades.

A ordem judicial em razão de sentença condenatória, em nome dele, foi expedida no dia 11 de fevereiro deste ano, pelo juiz Leonardo Mattedi, da Comarca de Borba.

Condenação

O idoso foi condenado a 11 anos em regime fechado, por estupro de vulnerável. Após os procedimentos cabíveis, ele permanecerá na carceragem da unidade policial, onde irá cumprir a pena.

Fonte: 015 - ManausAlerta

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias