Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019 - 16:49 (Geral)

L
LIVRE

HUB.RO SERÁ A PRIMEIRA INCUBADORA DE EMPRESAS DO GOVERNO DE RONDÔNIA

A proposta da Hub.Ro é que seja um espaço em que ideias criativas sejam transformadas em negócios lucrativos por meio do processo de incubação.


Imprimir página

Quem passeia no shopping de Porto Velho já passa em frente ao anúncio da Hub.Ro, a primeira incubadora de empresas do governo de Rondônia, que está sendo criada pela Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi).

A proposta da Hub.Ro é que seja um espaço em que ideias criativas sejam transformadas em negócios lucrativos por meio do processo de incubação. Atualmente, a incubadora está em processo de construção, e em 2020 será inaugurada, junto ao primeiro edital em que os os interessados poderão enviar suas ideias.

O QUE É UMA INCUBADORA

Reunião entre equipe técnica para o início a construção da Hub.Ro

Sabendo das dificuldades para começar um novo negócio, uma incubadora de empresas orienta e capacita tecnicamente pessoas com ideias criativas para novos empreendimentos, ajudando a estruturar a equipe, fazer um plano de negócios e conectar com possíveis investidores.

“A incubadora pega as ideias e transforma em produtos, e esses produtos viram empresas para trazer resultados, rentabilidade, renda, emprego e também arrecadação para os cofres públicos”, ressalta Thalles Gomes, o coordenador de Ciência, Tecnologia e Inovação da Sedi.

Além da assessoria técnica, os projetos escolhidos vão ter um espaço para reunir a equipe e ter apoio gerencial, com internet de alta velocidade, sala de reuniões, áreas comuns de trabalho, oficinas, auditórios e outras dependências.

“O que nós esperamos é o envolvimento desse público jovem que tem o seu sonho e ainda não tinha esse lugar pra se reunir. Que agora ele tenha essa infraestrutura, esse apoio de equipamento e também de treinamento e mentoria, em que ele possa pegar seu produto e transformar em uma empresa e, consequentemente, ter realização, gerar emprego e renda”, diz Sérgio Gonçalves, superintendente da Sedi.

Fonte: Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias