Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019 - 15:20 (Polícia)

12
Não recomendado para menores de 12 anos

HOMEM EM CARRO DE LUXO ARRASTA VENDEDORA DE BALÕES QUE NÃO DEU PRODUTO DE GRAÇA

Idosa de 73 anos é arrastada por homem em carro de luxo após negar produto de graça. Agressor dirigia uma Mercedes-Benz e arrastou a vendedora de balões por cerca de 100 metros. Esposa do condutor também participou do crime.


Imprimir página

Marina Izidoro de Morais, de 73 anos, ganha a vida como vendedora nas ruas de Brasília e adjacências, no Distrito Federal. A idosa estava na região de Taguatinga quando um crime cometido por um casal em um carro de luxo quase lhe custou a vida.

Vendendo balões de gás hélio próximo a uma festa junina de uma escola particular de elite na noite do último sábado (15), Marina foi abordada por um cliente que encostou e pediu um produto de graça. Ele dirigia um veículo Mercedes-Benz.

A vendedora explicou ao homem que dependia das vendas para sobreviver e não poderia dar um produto gratuitamente. O motorista, então, afirmou ter dinheiro apenas para uma unidade.

“Comecei a separar o balão [para vender] e uma mulher que estava no banco do passageiro puxou as cordas com vários balões, de repente. Nesse momento, o motorista fechou o vidro e arrancou com o veículo”, contou Marina.

Os balões estavam amarrados ao braço da vendedora e ela acabou sendo arrastada pelo carro por cerca de 100 metros. O homem não parou o carro e Marina só conseguiu se salvar quando as bexigas se soltaram por conta da violência do movimento.

“O veículo seguiu fugindo em alta velocidade depois que a vendedora se soltou. Ele foi em direção à avenida comercial e furou um sinal vermelho”, afirmou uma testemunha que teve sua identidade preservada.

Marina disse que temeu pelo pior. “Pensei que ia morrer. Quando eu fecho os olhos, ainda me vejo sendo arrastada pelo asfalto. Quando essa imagem passa na minha cabeça, fico desesperada, porque foi uma cena horrível. Estou completamente traumatizada. Sou apenas uma senhora que estava trabalhando”, desabafou.

Ao ser arrastada pelo carro, Marina perdeu a maior parte do dinheiro que adquiriu em mais de oito horas de trabalho na festa junina. Além disso, o casal chegou a levar alguns dos balões e, os que sobraram nas mãos da idosa, estouraram durante o crime.

Marina foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Ela sofreu diversas escoriações pelo corpo. A vendedora também sofreu pancadas na cabeça e realizou uma tomografia, mas o resultado ainda não saiu.

“Eles [o casal] não tiveram respeito nenhum por mim, pelo meu trabalho e pela minha vida. Eu só quero que eles sejam pegos e paguem pelo que fizeram comigo”, protesta Marina.

A Polícia Civil afirma que testemunhas anotaram a placa do veículo. Trata-se de uma Mercedes-Benz branca avaliada em R$ 220 mil. No entanto, a investigação ainda não localizou o casal até a publicação deste texto.

Fonte: 015 - Pragmatismo Politico

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias