Quinta-Feira, 06 de Setembro de 2018 - 12:10 (Hidreletricas do Madeira)

L
LIVRE

GRUPO MOVIMENTO RONDÔNIA PELA EDUCAÇÃO CONHECE OS PROJETOS DA ENERGIA SUSTENTÁVEL DO BRASIL

o grupo participou de uma visita técnica ao empreendimento e ao Centro de Ciência e Tecnologia, em implantação na localidade de Nova Mutum Paraná


Imprimir página

Um grupo formado pela Coordenação do Movimento Rondônia Pela Educação e representantes de instituições parceiras do Movimento conheceram, no dia 22 de agosto, os projetos voltados para a área da Educação que são realizados pela Energia Sustentável do Brasil (ESBR), concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau. Em seguida, o grupo participou de uma visita técnica ao empreendimento e ao Centro de Ciência e Tecnologia, em implantação na localidade de Nova Mutum Paraná.

O Diretor Administrativo da ESBR, Júlio Freitas, informou durante apresentação dos projetos, os investimentos em educação. Entre as principais ações podemos citar a construção, reforma e ampliação de 14 escolas, a construção de quadras esportivas e alojamento para professores, mobílias para salas de aula e capacitação de professores.  Já este ano, por liberalidade da Empresa, foram doados dois ônibus escolares e está sendo implantado o Centro de Ciência e Tecnologiade Nova Mutum Paraná.

Não investimos em educação apenas por força de uma condicionante, mas porque entendemos que é um dos pilares da sustentabilidade e do desenvolvimento, ou seja, faz parte do DNA da ESBR”, conclui Freitas. A ESBR aderiu ao Movimento Rondônia Pela Educação em fevereiro e desde então participa das atividades e discussões promovidas pelo Movimento, que tem como foco de atuação a Educação Básica e o Mundo do Trabalho.

Na UHE Jirau, os visitantes conheceram as estruturas como: Sala de Controle, Casa de Força e Subestação. No Centro de Ciência e Tecnologia, em Nova Mutum Paraná, passaram por todas as instalações, como os laboratórios de robótica, alimentos, ciências, informática e auditório. 

O Coordenador Executivo do Movimento Rondônia pela Educação, Edgar Teixeira, explica que o Movimento quer reunir instituições em busca de alternativas e melhorias na qualidade da educação em Rondônia. “Há várias instituições que fazem o seu trabalho individualmente, mas queremos que os projetos sejam integrados. O educador gosta de ver os resultados e nós enxergamos aqui hoje muita coisa efetiva acontecendo. Além disso, vimos perspectiva de futuro”, destaca.

Para a Coordenadora Geral do Movimento, Raquel Volpato Serbino, a visita foi fantástica, especialmente por ver o compromisso da ESBR com a sustentabilidade. “A escola é importante para os avanços científicos e tecnológicos e nós precisamos de uma educação nova, não pode ser mais a educação do século XIX com professores do século XX para alunos do século XXI”, salienta.

Fonte: 018 - Amabile Geovana Casarin

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias