Quarta-Feira, 25 de Setembro de 2019 - 17:58 (Educação)

L
LIVRE

GOVERNO DE RONDÔNIA MOBILIZA PROFESSORES DA ALFABETIZAÇÃO PARA ADQUIRIR MAIS CONHECIMENTOS EM PORTO VELHO

O seminário faz parte do Programa Mais Alfabetização, instituído pela portaria do MEC ° 142/2018 que tem como foco tornar mais eficiente o processo de alfabetização


Imprimir página

O governo de Rondônia realiza de 25 a 26 de setembro, em Porto Velho, o 1° Seminário “O Desafio da Proficiência em Leitura e Escrita e Matemática”, com o objetivo de promover a capacitação dos professores alfabetizadores, coordenadores e técnicos pedagógicos envolvidos no processo de ensino e aprendizagem dos estudantes de 1° e 2° ano do ensino fundamental regular das escolas estaduais do Estado.

O seminário faz parte do Programa Mais Alfabetização, instituído pela portaria do MEC ° 142/2018 que tem como foco tornar mais eficiente o processo de alfabetização, tanto na língua portuguesa como na matemática, para os alunos matriculados no primeiro e no segundo ano do ensino fundamental, além de reduzir e prevenir o abandono precoce da sala de aula.

De acordo com a coordenação do evento, atualmente Rondônia possui um total de 49 unidades escolares que fizeram adesão do programa para o ano de 2019, e neste primeiro seminário 132 professores da rede estadual estão participando da capacitação, com o objetivo de adquirir mais técnicas e conhecimento para por em prática na sala de aula com os alunos da alfabetização.

A coordenação informou ainda que entre as técnicas discutidas no seminário está a Neuropsicológica, a qual vai tratar a funcionalidade do cérebro no processo de aprendizagem do aluno. Segundo a coordenação é importante que o professor tenha conhecimento destas técnicas para melhorar o ensino aos alunos que estão sendo alfabetizados no Estado.

Para a neuropsicolaga Maria Ivanildes Azevedo, quando o professor recebe as crianças nas escolas, muitas delas chegam com alguma dificuldade ou distúrbios, e o professor precisa ter um olhar acolhedor, inclusivo e compreensivo com estas crianças. “Às vezes a criança não sabe o que se passa na sua cabeça e não tem muita noção das suas limitações, e cabe ao professor observar para atuar melhor com seu trabalho, gerando resultados positivos na alfabetização deste aluno”, disse Ivanildes.

A professora Crisólita Santos disse que tudo o que acontece com as crianças na primeira infância é levada pra vida toda, inclusive no que diz respeito à educação. “Se nós, professores, melhorarmos ainda mais nossos conhecimento e percebermos a real situação e dificuldade de cada aluno, poderemos trabalhar melhor as técnicas educacionais. Com isso, teremos alunos melhor alfabetizados e, consequentemente, uma sociedade melhor instruída”, pontuou a professora.

A coordenação do Seminário informou que o governo de Rondônia não mede esforços para atender as demandas educacionais no Estado, e sabendo da importância do professor, tem se empenhado para melhorar os índices de todos os seguimentos. “A alfabetização é à base de todas as modalidades, e por isso o governador Marcos Rocha tem se empenhado muito para oferecer formação a todos os profissionais envolvidos no processo de ensino e aprendizagem”, disse a professora Cacilda Pereira da Hora.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias