Sexta-Feira, 04 de Outubro de 2019 - 09:12 (Geral)

L
LIVRE

GOVERNO DE RONDÔNIA MANIFESTA PESAR PELO FALECIMENTO DO ESCRITOR CLÁUDIO FEITOSA

Ele foi um cidadão muito importante para a formação cultural de nossa gente, um escritor com a preocupação amazônica e, ao mesmo tempo, um amazônida por excelência.


Imprimir página

Manifestamos à família e a todos os amigos e conhecidos o nosso pesar pelo falecimento do escritor Cláudio Batista Feitosa, aos 83 anos. Ele foi um cidadão muito importante para a formação cultural de nossa gente, um escritor com a preocupação amazônica e, ao mesmo tempo, um amazônida por excelência.

Amazonense com a maior parte de sua vida em Rondônia, homem respeitado na sociedade e nas instituições, ele será sempre lembrado pela autoria do Hino do Município de Porto Velho, que escreveu em 1983; pelas letras da Canção da Brigada Príncipe da Beira (17ª Brigada de Infantaria de Selva), da Base Aérea de Porto Velho, e da Polícia Militar de Rondônia.

Em 1947, aos 14 anos de idade, Cláudio Feitosa foi o primeiro a escalar a Serra da Muralha, na região do Abunã, atualmente limítrofe ao Parque Nacional Mapinguari. Dos seus diversos livros, um deles, o romance Camarão Verde, foi ambientado na garimpagem das selvas do Abunã e recebeu a medalha de ouro da Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias do Rio de Janeiro, em 2010.

Era integrante da Academia de Letras de Rondônia, honrou também a Maçonaria Brasileira, para a qual criou o brasão do Grande Oriente Estadual de Rondônia. Foi também leiloeiro público da Junta Comercial do Estado.

Sua família sempre se identificou e colaborou com o progresso cultural de nosso estado, a exemplo do arquiteto Sílvio Carvajal Feitosa, um dos filhos dele, autor da Bandeira do Estado.

Por tudo isso, o Governo também manifesta gratidão por tão alta elevação do nome desta terra.

CORONEL MARCOS ROCHA

Governador do Estado de Rondônia

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias