Quarta-Feira, 08 de Abril de 2020 - 16:49 (Polícia)

14
Não recomendado para menores de 14 anos

FUGINDO DE MILITARES NA FRONTEIRA DO PAÍS JOVEM BOLIVIANO DESAPARECE NO RIO MAMORÉ

Segundo o boletim de ocorrência, um amigo do pai do jovem desaparecido procurou a Delegacia de Polícia Civil na tarde desta terça-feira (7).


Imprimir página

Um jovem boliviano desapareceu nesta semana no rio Mamoré, em Guajará-Mirim (RO), quando tentava atravessar o rio a nado. Ele tentava fugir de militares do Exército que faziam patrulhamento pelo rio para impedir a entrada de estrangeiros ilegais no país. A idade do rapaz não foi revelada.

Segundo o boletim de ocorrência, um amigo do pai do jovem desaparecido procurou a Delegacia de Polícia Civil na tarde desta terça-feira (7).

Ele relatou que estava em sua casa, quando por volta das 17h de segunda recebeu uma ligação informando que o rapaz teria saído de Guayaramerín, em Beni, com destino a Guajará junto de um idoso e uma mulher.

Ainda de acordo com o registro policial, o trio trazia cebolas na embarcação e que, em certo momento, percebeu um barco do Exército. Na tentativa de evitarem ser presos, os suspeitos saltaram do barco e se esconderam na ilha que faz divisa entre Brasil e Bolívia. Após algum tempo, decidiram atravessar o rio a nado.

O amigo do rapaz reiterou à polícia que ele estava com braço enfaixado e pediu ajuda, pois não conseguia mais nadar sozinho. Já cansada, a mulher não conseguia ajudá-lo e continuou nadando.

Ao chegar no Porto dos Canoeiros e em estado de choque, a mulher relatou a populares o que tinha acontecido e pediu auxílio, conforme o boletim.

Um canoeiro que estava no local chegou a fazer buscas pela região onde supostamente o jovem teria se afogado, mas não encontrou nada. O homem ainda foi até a ilha e resgatou o idoso.

Na sequência, o idoso pediu que o amigo procurasse a polícia, já que o pai do jovem não poderia acompanhar as buscas, pois os portos oficiais estão fechados.

O jovem boliviano não foi encontrado até a última atualização desta reportagem.

Fonte: 015 - G1/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias