Terça-Feira, 08 de Agosto de 2017 - 22:28 (Colaboradores)

L
LIVRE

FEIJÕES MÁGICOS - POR PH BENTES

Gostamos de pensar que a grama ainda será verde, que o tiozinho do cachorro-quente ainda estará lá no mesmo ponto, toda segunda-feira.


Imprimir página

Seremos os pais mais fodas que esse mundo já viu. Seremos os avós que todos desejamos ter, aqueles que manjam das tecnologias e guardam confidências de seus netos. Seremos os gestores que esse país tanto aguarda. 

Sempre nos questionam como nos imaginamos daqui a 20 anos. Mas nunca nos perguntam como estamos, do que precisamos para nos capacitar para o futuro, afinal, eles dependerão de nós, e nós dependeremos dos que ainda virão. A vida é assim. Que medo.

Gostamos de pensar que a grama ainda será verde, que o tiozinho do cachorro-quente ainda estará lá no mesmo ponto, toda segunda-feira. Que nossas amizades serão eternas, e que não gastaremos dinheiro com caixões para nossos pais. Gostamos de sonhar, mas falta-nos ação.

Uma de nossas características é a prepotência. Julgamo-nos afortunados pela época em que vivemos, e isso é verdade, contudo, não achem que estamos misticamente premeditados ao sucesso, pois de utopia já estamos fartos. Precisamos levantar nosso bumbum ainda saliente da cadeira, dar uma pausa nas maratonas de séries e ir avante se nós quisermos que todas as coisas disponíveis cheguem a nossas mãos e aos nossos bolsos.

Não deseje integrar a ONU se não ajudas nem o teu próximo. Não queira riqueza se ainda não consegues economizar, não almeje poder se você é um idiota fechado a novas ideias e conhecimentos. Não pense que chegará saudável aos 60 anos se sua dieta só consiste em fastfood. Não deseje coisas que ainda se encontram no mundo das ideias por culpa de sua inércia.

O desconhecido fascina o curioso, mas entorpece o sonhador. Há muitas coisas guardadas não somente para quem ama a um deus, mas para quem anseia algo novo todos os dias. A preguiça, o diabo odiou, pois até para a prática do mal é necessário ação e perseverança.

Não espere uma corda cair do céu para chegar ao paraíso, pois a escalada seria longa e cansativa. Seja astuto. Arrisque na compra de uns feijões mágicos, mas faça alguma coisa, cara.

PH Bentes – Comedor de feijão

Fonte: PH Bentes

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias