Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2019 - 15:02 (Geral)

L
LIVRE

FAMILIARES CONVIDAM AMIGOS PARA MISSA DE 30 DIAS DA DONA PAULINA PANIÁGUA FERNANDES

Dona Paulina faleceu no dia 13 de Janeiro de 2019.


Imprimir página

Familiares convidam os amigos para participarem da missa de 30 dias da Dona Paulina Paníagua Fernandes, que faleceu no último dia 13 de janeiro deste ano. Dona Paulina que era muito amada foi para o seu Descanso ao lado de Deus. Ela deixa 6 filhos que sempre a amaram e sempre continuarão a lhe amar mesmo depois de sua partida.

A missa de 30 dias sera realizada na igreja São Francisco de Assis que fica localizada na avenida Campo Sales com Pinheiro Machado, Bairro Olária as 18:30h. 

Confira o texto que seu filho adotivo fez em sua homenagem: 

A viagem da guerreira..

No dia  13 de Janeiro, partiu para uma nova viagem, uma mulher, pequena na estatura, mas gigante no enfrentamento aos desafios da vida.

O dia para ela começava às três da manhã e com a força do próprio braço, fazia girar a roda da sobrevivência da sua família. A vida não lhe deu trégua, exigiu tudo que podia, mesmo assim, do seu ventre,  concebeu, criou e protegeu seus cinco filhos e com as habilidades de suas mãos, possibilitou oportunidade para que todos escolhessem o caminho a trilhar.

Das suas mãos germinava a confiança de tornar sonhos em realidades que ela, enquanto socava a massa,  sonhava mesmo em silencio, despojada de egoísmos, prevalecendo a força do amor, despida do "si mesmo", seu foco era sua família. Vigorosa, de pé por horas de intenso trabalho, e com as mãos literalmente na massa, produzia suas riquezas, uma deliciosa iguaria conhecida em toda a região como  a verdadeira "saltenha boliviana", consumida  por todas as camadas sociais da cidade. Foi com essas mesmas mãos, sem tréguas, de segunda a sábado, trabalhava duramente para  manter sua honra de mulher trabalhadora, esposa, mãe e provedora. A sua origem estrangeira não obstaculizou seus sonhos, mesmo diante as indiferenças de alguns desavisados, ela foi vencendo  com a sua postura de autoridade e matriarca líder, todas as barreiras impostas  e conseguiu formar um filho médico, numa época até impensável, de grandes dificuldades, conseguiu manter filho em escola distante, exigindo trabalho constante até alcançar o diploma do filho dedicado.

É verdade, nem tudo se constrói sozinho, durante sua caminhada, ela contou com a ajuda de seu esposo, com o qual foi casada há 59 anos. Afinal, quem é essa mulher guerreira? Paulina Paniágua Fernandes, 88 anos, boliviana naturalizada brasileira, mãe de 6 filhos naturais e um adotivo. (Nilson, Osvaldo, Odaly, Eduardo, Mary, Nelly).

Não há como explicar a morte. Todos, inexoravelmente, teremos que passar por ela. Não resta dúvidas, a vida pertence a Deus o criador de todas as coisas.

Então viver fica parecendo não ter sentido?

Fomos feitos para consumir e concluir um ciclo e durante esse tempo, é preciso compreender o sentido para o qual viemos a esse plano. O criador nos concede o tempo necessário para construirmos o nosso destino. Então vem a colheita. Jesus nos afirmou - "Eu vim para que todos tenham vida eterna". Isso mesmo, vida eterna, não nesse plano terrestre, mas no plano espiritual de Deus, cabendo a nós enquanto aqui estivermos, de próprio juízo, andar pelos caminhos do Senhor.

Agradeço a Deus pelos dias em que convivi com Dona Paulina, minha mãe adotiva, que conseguiu partilhar do seu pão de boa vontade com a minha mãe biológica Dona Deolinda e que agora, juntas no mesmo plano, aguardam ansiosas a volta de Jesus para unificar a sua igreja!

Saudades, do seu filho que foi adotado no seu coração, Paulo Lamego.

Fonte: 010 - NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias