Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019 - 15:21 (Política)

L
LIVRE

FALTA DE PAPEL PARA CONFECCIONAR RG ESQUENTA DEBATE NA ALE-RO: MARCOS ROCHA É DURAMENTE CRITICADO

A discussão sobre isso durou mais de 30 minutos e teve participação dos deputados dos dois lados, base e oposição.


Imprimir página

O governador Marcos Rocha (PSL) foi o centro das críticas disparadas pelos deputados na Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO) que iniciaram a sessão de hoje (15) denunciando que falta papel para imprimir Carteira de Identidade ou RG (Registro Geral) e que todos os dias, os parlamentares são confrontados por cidadãos que exigem uma resposta imediata para o problema da morosidade.

O assunto foi puxado pelo presidente da Mesa Diretora, deputado Laerte Gomes (PDDB) que se mostrou visivelmente pressionado por seus eleitores que pedem um retorno imediato quanto à falta de expedição de RG.

“Eu não estou baixando o pau no governador. Estou trazendo um assunto aqui onde vocês tem recebido constantemente. Não há desculpa para não ter papel de identidade no estado como Rondônia. Isso é falta de competência”, disparou o Gomes, do PSDB.  

Coube ao líder do Governo, deputado Eyder Brasil (PSL) tentar justificar o imbróglio. O parlamentar chegou a dizer que tem papel, mais o que falta é ampla mão de obra para dizimar a demanda reprimida. A justificativa do líder de Rocha não colou e os deputados caíram em cima jogando mais lenha na fogueira.

"Tive a preocupação de procurar o Instituto de Criminalística, e o novo diretor passou a seguinte informação: Não é a falta de papel. Papel nós temos até mais de 100 mil. O que pesa é a falta de mão de obra, o sistema é arcaico, pois é feito de forma manual. São mais de 5 mil documentos parados. O processo dura 60 dias para ser expedido, muitos que vivem nos municípios faz de forma errada até mesmo na hora de cadastrar os dados. Por conta dos erros, quando vão fazer o confronto de dados, o processo é realizado novamente, isso demora muito. Existe uma fila muito grande para atender a demanda”, justificou.

Na réplica, o deputado Laerte Gomes afirmou que os servidores da Secretaria de Segurança Pública (SSP) estão orientando os cidadãos que procuram atendimento no Shopping Cidadão de que faltam sim material para a confecção do documento. A discussão sobre isso durou mais de 30 minutos e teve participação dos deputados dos dois lados, base e oposição.

Fonte: NewsRondônia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias