Segunda-Feira, 07 de Outubro de 2019 - 10:34 (Polícia)

12
Não recomendado para menores de 12 anos

ESTUDANTE É PRESA POR FAZER MAIS DE 200 ABORTOS CLANDESTINOS EM HOTÉIS

A mulher de 37 anos teve liberdade concedida pela Justiça após passar 21 dias presa para cuidar do filho de 6 anos


Imprimir página

Uma estudante de 37 anos foi presa por fazer mais de 200 abortos clandestinos. Os procedimentos eram feitos em hotéis de Belo Horizonte (MG). Luciane Fernandes cobrava até R$ 8 mil das mulheres e usava remédios veterinários.

Os abortos eram realizados sempre entre as 9h e 17h, segundo reportagem do Fantástico. Os crimes foram praticados dentro de 24 hotéis em Belo Horizonte e na região metropolitana da capital.

A mulher foi presa em flagrante dentro de um dos hotéis. Na ocasião, ela estava prestes a realizar o aborto em duas mulheres, de acordo com a Polícia Civil. Os donos e funcionários dos estabelecimentos negam ciência do crime.

A prática é considerada ilegal e perigosa. “Há restrição dessa medicação até mesmo no meio animal, dada as consequências, os efeitos colaterais que provoca”, afirmou o delegado Emerson Moraes em entrevista à reportagem.

A mulher, contudo, ficou presa apenas por 21 dias. Luciane conseguiu liberdade na justiça ao alegar que precisaria cuidar do filho, de 6 anos. Ela deve responder pelo crime de aborto provocado com o consentimento de gestantes e manipulação de medicamentos sem certificado da Anvisa.

Fonte: 015 - Metrópoles

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias