Segunda-Feira, 29 de Abril de 2019 - 14:29 (Agricultura)

L
LIVRE

EMBRAPA APRESENTA NOVAS CULTIVARES HÍBRIDAS DE CAFÉ EM DIA DE CAMPO EM PORTO VELHO

Os novos clones híbridos reúnem características positivas do grupo Conilon e Robusta. As cultivares possuem alta produtividade de café beneficiado


Imprimir página

As dez novas cultivares híbridas de cafés clonais desenvolvidas pela Embrapa Rondônia para a região Amazônica – resultantes do cruzamento de plantas de café canéfora do grupo Robusta e Conilon – serão apresentadas aos produtores, viveiristas e técnicos que buscam mais opções para suas lavouras. O público poderá conhecer o potencial deste pacote tecnológico da Embrapa, antes de seu lançamento oficial, em dia de campo que acontecerá em Porto Velho, no Campo Experimental da Embrapa, dia 2 de maio, a partir das 8h30. Mais informações no telefone: (69) 3219-5058.

Este é o sexto dia de campo sobre o assunto, que já foi realizado em outros municípios de Rondônia e também do Acre. Durante o evento, o público poderá conhecer as características das novas cultivares em campo, serão abordadas as principais pragas dos cafeeiros, alternativas para o manejo de doenças, implantação de lavoura e também a colheita semi-mecanizada do café.

Os eventos são uma ação conjunta entre Embrapa e instituições parceiras estaduais. Em Rondônia, conta com Emater-RO, Secretaria de Estado da Agricultura – Seagri, prefeituras municipais e demais instituições. No Acre, conta com a parceria da Universidade Federal do Acre, Sebrae, Governo do Estado e prefeituras municipais. “Estamos unindo esforços entre pesquisa, extensão rural, governo do estado e setor produtivo para que, juntos, possamos desenvolver ainda mais a cafeicultura da região, oferecendo mais opções aos produtores, que potencialize o incremento produtivo das lavouras e o desenvolvimento sustentável da atividade”, afirma o chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Rondônia, Frederico Botelho. 

As novas cultivares híbridas da Embrapa

Os novos clones híbridos reúnem características positivas do grupo Conilon e Robusta. As cultivares possuem alta produtividade de café beneficiado, resistência à ferrugem e ao nematoide das galhas, boa qualidade de bebida e adaptação às condições edafoclimáticas da região Amazônica.  Com estas cultivares, a Embrapa busca atender a demanda por cafés clonais mais produtivos, que tem crescido na região.

Cafeicultura em Rondônia

Rondônia é o quinto maior produtor de café do País e está entre os três maiores estados produtores da espécie Coffea Canephora. A cultura do café vem passando por transformações positivas nos últimos anos no estado, com a adoção de novas tecnologias de cultivo, principalmente pela utilização de mudas clonais, práticas adequadas de manejo da cultura, uso de corretivos, fertilizantes e irrigação. Embora a área plantada tenha diminuído 66% nos últimos 15 anos, a produtividade cresceu cerca de 255%, devendo alcançar 33 sacas/ha de café beneficiado na safra 2019, com produção estimada de 2,1 milhões de sacas (Conab, 2019).

Fonte: Renata Silva/EmbrapaRO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias