Domingo, 17 de Novembro de 2019 - 10:28 (Colaboradores)

L
LIVRE

EM VÍDEO, BOLSONARO CONFIRMA OBRAS DA 319

No primeiro ano, a reconstrução da rodovia e a volta do asfalto será priorizado o Trecho do Meio, que tem cerca de 450 quilômetros.


Imprimir página

Entre as várias reuniões com algumas  das mais importantes personalidades do governo Bolsonaro, há que se destacar um longo e produtivo encontro que o governador Marcos Rocha e seu secretário da Fazenda, Luiz Fenando Pereira, com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Vários assuntos estiveram na pauta, incluindo a questão da transposição dos servidores para a folha da União, que anda a passos lentos. Mas, o grande desafio para que se mantenha o equilibro fiscal, destaque na pauta, é a perspectiva de graves problemas financeiros do Iperon, que podem eclodir  já em 2020. Outra situação, também muito grave, é a da dívida bilionária da Caerd. Guedes ouviu atentamente  a dissertação sobre os riscos que Rondônia, que tem um equilíbrio fiscal como raros Estados brasileiros têm e prometeu analisar, com todo o cuidado e atenção especial, as reivindicações que lhe foram apresentadas. O déficit previdenciário do Iperon, pode obrigar o tesouro estadual a aportar algo em torno de meio bilhão de reais, para pagamento dos inativos, já no ano que vem. Mais grave é a situação da  Caerd, com sua dívida de mais de 1 bilhão e 700 milhões de reais. "Esse número pode elevar de forma significativa o serviço da dívida pública, em caso de dissolução ou até mesmo de privatização da Caerd", comenta o titular da Sefin. Foi tudo isso que ele e o Governador rondoniense informaram ao ministro que está transformando, para muito melhor, a economia do país.

Apesar de muito preocupantes, esses dois problemas podem ser amenizados, com apoio da União. Governador e secretário  apresentaram, resumidamente, as alternativas. A primeira delas é vital, segundo Luiz Fernando: a aceleração do processo de transposição dos servidores, que vinha evoluindo bem até 2017 e, em 2018, foi desacelerado por conta de questionamentos do TCU, quanto a análise dos processos e critérios de enquadramentos. "Isso levou em torno de um ano para ser superado, o que ocorreu só agora, em outubro deste ano. Removido esse entrave, nosso pedido foi para que o ritmo de análise retornasse pelo menos aos níveis de 2017, quando foram deferidos e portariados os processos de quase 2.800 servidores". Ele prossegue: "atualmente já foram apresentados mais de 30 mil processos de transposição e pouco mais de 21 mil foram apreciados, sendo deferidos quase 8 mil e indeferidos cerca de 13 mil. Tendo em conta o impacto positivo que a transposição tem sobre as finanças do Estado, o ministro Guedes foi favorável à apreciar nosso pedido de aceleração, com boa disposição em atender". O titular da Sefin conta que, "já com relação à uma possível revisão da dívida da CAERD junto à União, buscamos  viabilizar um parcelamento e redução de encargos, que  nos permita a regularização do débito. O Secretário Especial de Fazenda, presente ao encontro, determinou à equipe a análise do pedido, com possibilidade de solução". A batalha está andando. Em breve saberemos se ela será vencida, através das táticas de Marcos Rocha e sua equipe, para resolver os problemas.

CASO DAS GRAVAÇÕES: TEM MAIS DENÚNCIAS

O caso envolvendo problemas em operações policiais, principalmente da Draco, devem ter, em breve, informações inéditas, que se poderiam chamar assustadoras, caso se comprovem. Novas denúncias foram feitas por um policial, de nome Fabrício, que era da Draco, mas dela foi excluído. Ele voltou a conceder entrevista ao radialista Fábio Camilo. Entre outras coisas, fez acusações também contra membros do Ministério Público e protestou porque, horas depois de ter dado a primeira entrevista, recebeu a polícia em sua casa, para uma operação de busca e apreensão, autorizada pela Justiça. Não se sabe ainda baseada em que essa operação foi realizada. Fabrício delatou  ainda que, durante mais de uma operação, a Draco teria feito escutas ilegais de eventuais suspeitos, sem autorização judicial.

O ex governador Daniel Pereira e seu advogado devem receber o que pediram: transcrições de todas as gravações sobre o caso da Operação Pau Oco, em que ele, Daniel, teria sido envolvido ilegalmente. O caso ainda vai longe. Por enquanto, não há posicionamento das autoridades do setor sobre um dos mais complexos casos que já atingiu a polícia rondoniense.

MARCOS ROGÉRIO BATALHA POR GASODUTOS

O tema gasoduto Urucu/Porto Velho está mesmo voltando à pauta. O senador Marcos Rogério abraçou a causa e está apoiando todas as iniciativas pretendidas pelo Governo de Rondônia, para conseguir avançar em direção à implantação do sistema, que, se concluída, traria cerca de 2 milhões de metros cúbicos de gás, uma energia totalmente limpa, para abastecer Porto Velho. O senador do DEM, cada vez com maior prestígio junto ao governo Bolsonaro e seus ministros, está batalhando também para atender pleitos de Goiás e do Distrito Federal. Ele mesmo relata à coluna: "Estou trabalhando firme junto à Petrobras e ao Ministério de Minas e Energia, que não têm dado prioridade a projetos como o nosso. Nesta semana estive também com  governador Ronaldo Caiado, de Goiás, que me pediu apoio nesse mesmo tema. Ele e o governador do Distrito Federal, querem um gasoduto para atender a região.  Estou trabalhando uma ação integrada, buscando atender Rondônia, na região norte e Goiás e Brasília, no centro-oeste, com gasodutos. Isso representa muito para a economia regional", contou Marcos Rogério.

EM VÍDEO, BOLSONARO CONFIRMA OBRAS DA 319

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro confirmou, nessa sexta, que a BR 319 começará a ser reconstruída a partir do ano que vem. Comentando que recebeu informação oficial do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, o Presidente falou da abertura da licitação e anunciou que os trabalhos começarão em meados de 2020. Informou ainda, no mesmo vídeo, que o ministro Tarcísio confirmou que em 2021, "toda a extensão da 319 estará em  obras". No primeiro ano, a reconstrução da rodovia e a volta do asfalto será priorizado o Trecho do Meio, que tem cerca de 450 quilômetros.

No total, a BR que nos liga a Manaus tem aproximadamente 900 quilômetros. Há cerca de duas décadas se fala na reconstrução da 319, mas isso sempre foi impedido por ações de ambientalistas, de ONGs internacionais, principalmente e do  Ministério Público Federal. Agora, essa situação mudou radicalmente. Bolsonaro garante que dessa vez a obra será concluída dentro do cronograma. Será mesmo que as forças contrárias que agiram durante todos esses anos vão, finalmente, permitir que a 319 seja mesmo asfaltada em toda a sua extensão?

MILAGRES NO TRÂNSITO RONDONIENSE

Essa é a Capital dos milagres no trânsito. O dedo Divino se estende, aliás, a todo o Estado. É essa a única explicação para que se tenha chegado a uma queda de 21 por cento, no número de mortes no trânsito entre 2017 e 2018. Os números oficiais do Detran apontam que em 2017 tivemos 506 mortes e em 2018 elas foram 394 vidas perdidas. Por incrível que pareça, caiu muito também o número e motociclistas mortos. Foram 278 vitimas fatais em 2017 e 192 no ano passado. A queda foi de 30 por cento. Com todas as loucuras e irresponsabilidades que se vê pelas ruas da Capital, só pode se acreditar em milagres, para que tenha havido uma diminuição tão acentuada de acidentes fatais na cidade. O diretor geral do Detran, coronel Neil Aldrin Gonzaga, destacou que a queda de mortes no nosso trânsito em Rondônia torna-se ainda mais significativa e importante, quando se observa que entre 2015 e 2016, a diminuição de mortes por acidentes,  em todo o país, não passou de apenas 3 por cento.

DEFENDENDO OS LADRÕES DE CELULARES

Enlouqueceu? A cadeia lhe fez tanto mal? Afinal, o que anda acontecendo com o ex Presidente Lula? Vaiado onde quer se esteja, menos, é claro, quando cercado pelo grupo cada vez menor de brasileiros  que o apoiam, Lula andou fazendo uma série de declarações provocativas, algumas extremamente agressivas, todas atacando autoridades, tanto do governo quanto do Ministério Público e do Judiciário. Mas nada se compara ao absurdo, registrado em vídeo, em que critica a polícia brasileira por prender (agredir e até matar, segundo afirmou), jovens brasileiros, "de 14, 15 anos, apenas porque eles roubaram um celular"

É um discurso insano, de apoio aos ladrões e nenhuma citação às suas vítimas, muitas delas jovens pobres, que dão duro e sofrem para ter algum bem. E que são atacados, muitas vezes com violência, pelas ruas das cidades, perdendo seu celular e ficando com várias prestações para pagar. "Eu não posso ver mais jovem de 14, 15 anos, sendo assassinados e agredidos pelas polícia, apenas porque roubaram um celular", disse o lunático. Você pode assistir o trecho deprimente da declaração, através do link. Lamentável!

OS ESTRANGEIROS NA BATALHA

Até o sábado, já eram 17 mortos e mais de 600 feridos. A crise da Bolívia ainda não terminou. Enquanto ainda se faz o rescaldo de tudo o que aconteceu neste mês de confrontos, desde que Evo Morales fraudou a eleição e até sua derrubada do poder, surgem informações cabeludas, principalmente em relação a participação de estrangeiros no confronto. Membros da Embaixada da Venezuela foram presos, depois de pegos em flagrante, incitando a violência contra os antiMorales e até andando armados, para enfrentar os bolivianos. Médicos cubanos, que já estão deixando o país em grande número, também teriam participado dos atos violentos. Enquanto isso, na fronteira com Guajará, o clima amenizou. Não há, ao menos por enquanto, perspectiva de novo fechamento da fronteira, que isolou Guajará da Bolívia várias vezes, nessas últimas semanas. A informação foi confirmada pelo prefeito de Guajará, Cícero Noronha, neste sábado.

GOVERNADOR ABRE O JOGO NOS DINOSSAUROS

O governador Marcos Rocha, que andava longe da mídia, com exceção do que publica quase que diariamente nas redes sociais, voltou à TV depois de longo tempo. Bem humorado e num clima de alto astral, o Coronel que comanda Rondônia conversou com os Dinossauros Domingues Júnior, Everton Leoni, Beni Andrade e Sérgio Pires, no programa Papo de Redação na SICTV/Record, campeão de audiência no Estado, por cerca de uma hora. Rocha não fugiu de nenhuma pergunta, incluindo os temas mais difíceis, como o caso das gravações que condenam operações policiais da Draco.

As dificuldades financeiras que o Estado pode enfrentar; as inúmeras viagens a Brasília, em busca de apoio federal; a questão das rodovias estaduais; os projetos de privatização e a construção do futuro Hospital de Pronto Socorro foram assuntos abordados, assim como a dívida do Beron e sua possível troca de partido, no futuro, seguindo o Presidente Bolsonaro. Nos bastidores, questionado se pretende fazer alguma mudança no secretariado, próximo a fechar seu primeiro ano de governo, Rocha afirmou que deve entrar 2020 com a mesma equipe que está tocando seu governo.

PERGUNTINHAS

Você acha possível que a crise em alguns países da América Latina, como Venezuela, Bolívia e Chile possa se espalhar por outros países  e chegar ao Brasil? Ou acha que estamos livres desse risco?

Fonte: NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias