Quarta-Feira, 05 de Junho de 2019 - 10:14 (Cidades)

L
LIVRE

EM 11 MESES, 60% DOS 16 MIL PONTOS DE ILUMINAÇÃO DA CIDADE FORAM RECUPERADOS

8,3 mil pontos foram recuperados e outros 1,1 mil que estavam acesos durante o dia foram apagados


Imprimir página

A equipe de elétrica da Secretaria Municipal de Obras revelou relatório nesta semana que demonstra a ampla recuperação da iluminação pública de Vilhena feita nos últimos 11 meses. Desde julho de 2018 foram recuperados 8.350 pontos de iluminação que estavam apagados com troca de lâmpada, fiação, relés ou reatores. Além disso, outros 1.130 que permaneciam acesos durante o dia foram apagados.

"Estamos trabalhando muito para a iluminação da cidade ficar em dia. Quando assumi o mandato, em julho do ano passado, o Ministério Público nos entregou levantamento com mais de 1.200 pontos de iluminação que deveriam ser apagados durante o dia. De lá pra cá atendemos o MP e já apagamos quase todos estes", explica o prefeito Eduardo Japonês.

Dayvit Faca, responsável pelo setor de elétrica da Secretaria de Obras, complementa e explica que as quatro equipes que trabalham atualmente na recuperação da iluminação pública da cidade estão trabalhando com material de qualidade. "Fizemos questão de, desde que entramos na Prefeitura, usar apenas equipamentos, fiação, relés, reatores e lâmpadas de qualidade. Isso vai evitar a queima precoce. Estimo que todos os dias pelo menos 3 relés, dos antigos, queimem. É um material de baixa qualidade que estamos trabalhando para substituir, garantindo que a manutenção, no futuro, seja menor", conta Dayvit.

Os 8.350 pontos de iluminação que foram acesos durante a noite, somados aos 1.130 apagados durante o dia, somam 9.480 pontos de iluminação, o que representa 60% do total de postes na cidade.

ECONOMIA - A Energisa possui equipes que realizam vistoria das lâmpadas que estão acesas durante o dia. Considerando que a conta de energia paga pela iluminação pública em Vilhena à empresa é de R$ 450 mil por mês, cada ponto de iluminação consome, em média, R$ 337,5 por ano. Sendo assim, os 1.130 postes que foram apagados representarão economia de quase R$ 400 mil por ano à Prefeitura.

E O LED? - Em reuniões com o prefeito Eduardo Japonês, a direção da Energisa firmou parceria para a instalação de várias luminárias de LED em diversas avenidas principais do município, além das praças e da zona urbana da BR-364. O projeto inovador está avaliado em cerca de R$ 2,4 milhões e deverá executado pela empresa neste e no próximo ano.

"Como anunciamos no início deste ano, estamos em negociações muito positivas com a Energisa e o LED na iluminação pública de Vilhena será uma realidade em breve, provavelmente ainda este ano. Vamos economizar muito na conta de energia e na manutenção, além de melhorar a beleza, a segurança e a valorização dos bairros da cidade", explica o prefeito Eduardo Japonês.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias