Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019 - 15:18 (Internacional)

L
LIVRE

DURANTE MADRUGADA, MANIFESTANTES ACORDAM GOVERNADOR DE PANDO COM PEDRAS E PEDAÇOS DE MADEIRA

Líderes de oposição a Evo Morales pedem que o pleito atual seja cancelado e que posteriormente convocada outra eleição.


Imprimir página

Por Wanglézio Braga
Da redação do News Rondônia

Nem mesmo a casa do governador de Pando, Luiz Flores Roberts, que é apoiador do governo Evo Morales (MAS) escapou da fúria dos manifestantes. Na madrugada de hoje (22), a residência da família de Luiz foi depredada por radicalistas que se dizem contrário ao governo de Morales que foi tido como ganhador das eleições ocorridas no último final de semana.

Luiz Flores usou as redes sociais para denunciar a agressão. Na ocasião, ele pediu reflexão aos que não se conformaram com a vitória de Evo. Ele repudiou o ato afirmando que “essa não é a forma correta, que venham amedrontar minha família desta maneira por apoiar as eleições do Evo Morales”.

Após a continuação da contagem dos votos onde o Tribunal Superior Eleitoral da Bolívia apontou vitória de Evo Morales nas eleições de 2019, pipocou manifestos violentos pela Bolívia. Em Cobija, a capital do departamento de Pando que faz fronteira com o Acre, os protestos ocorreram ainda na noite de ontem (21) com prédios, carros incendiados e ação violenta da polícia que usou gás lacrimogêneo para dispersar a multidão. 

A eleição na Bolívia está sendo denunciada por órgãos internacionais. Líderes de oposição a Evo Morales pedem que o pleito atual seja cancelado e que posteriormente convocada outra eleição. Eles alegam corrupção e várias manobras para que o presidente continue no poder. Ainda nessa segunda-feira o Supremo apontou segundo turno entre Morales e Carlos Mesa, jornalista e ex-presidente da Bolívia. O TSE boliviano afirmou que o processo “foi tranquilo e sem registro de irregularidades”.

As autoridades ainda desaconselham à visita a Zona Franca principal corredor de compras de rondonienses e acreanos.

Fonte: News Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias