Quinta-Feira, 18 de Abril de 2019 - 10:55 (Política)

L
LIVRE

DR NEIDSON DIZ QUE FÁBRICA DE BLOQUETES VAI AGILIZAR SERVIÇOS E DIMINUIR CUSTOS

Trabalho em ruas e avenidas de Guajará deve ser feito por apenados do regime semiaberto


Imprimir página

O deputado Dr. Neidson (PMN), ao discursar da tribuna da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (17), abordou a fábrica de bloquetes (peças pré-moldadas de concreto), manilhas e meios-fios em Guajará-Mirim. Ele disse que o projeto só está sendo viabilizado graças aos deputados estaduais, que apresentaram emendas coletivas no valor de R$ 695 mil para esta finalidade. Outros R$ 600 mil são de emendas ao orçamento de autoria do próprio parlamentar.

Dr. Neidson disse que o material produzido será usado em obras de saneamento básico e o bloqueteamento de ruas e avenidas de Guajará-Mirim numa parceria com a prefeitura municipal. Mas, conforme acrescentou, novas parcerias podem ser feitas com outros órgãos. “Trata-se de um avanço no serviço público, que terá obras de qualidade e com custos reduzidos, ” explicou o deputado.

O parlamentar destacou ainda que outro convênio importante será feito com a Secretaria de Estado da Justiça. Ele exemplificou que a pasta tem um projeto de ressocialização com apenados. Consiste na liberação deles para serviços comunitários. Quando participam desses trabalhos, os detentos, geralmente no regime semiaberto, podem ter a pena reduzida e recebem outros benefícios previstos na reinserção social do sistema prisional.

Ele lembrou que este tipo de serviço com mão de obra de reeducandos já foi testado em Buritis e em outras localidades com sucesso. “Como se vê, é um trabalho coletivo onde todos saem ganhando: a sociedade e os apenados, que se preparam para o futuro, na volta ao convívio social, ” comentou o parlamentar.

Fonte: 015 - ALE/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias