Quarta-Feira, 14 de Agosto de 2019 - 11:00 (Política)

L
LIVRE

DR NEIDSON: ASSEMBLEIA CONVOCA SECRETÁRIO DE SAÚDE PARA EXPLICAR DEMORA NAS CIRURGIAS ORTOPÉDICAS E FALTA DE EQUIPAMENTOS

Fernando Máximo presta esclarecimentos no próximo dia 21.


Imprimir página

O deputado estadual Dr. Neidson (PMN) anunciou a convocação do secretário de Estado da Saúde, Fernando Máximo, no próximo dia 21 de agosto para prestar esclarecimentos sobre a demora nas cirurgias ortopédicas e a falta de material para procedimentos nas lesões de joelho, fratura no maxilar e mandíbula. Segundo o parlamentar, os próprios médicos do Hospital de Base pediram a retirada da empresa que fazia mutirões, mas acabaram não dando conta da demanda e agora há pacientes com até 60 dias aguardando as cirurgias. O mais grave, segundo apontou o deputado, é que tem paciente retirado do Pronto Socorro João Paulo II para iniciativa privada por causa da superlotação que está há 30 dias esperando o atendimento. “Economiza-se de um lado e gasta-se do outro”, criticou o parlamentar. Ele citou o caso de um paciente que está no Samar, que custa R$ 600,00 a diária, que há 30 dias aguarda sua cirurgia ortopédica.

Por outro lado, Dr. Neidson citou o convênio da Suframa aprovado pelo Confaz cobrando o ICMS da mercadoria beneficiada pela isenção da Área de Livre Comércio na retirada da cidade de Guajará-Mirim. A medida entra em vigor nos próximos 6 meses e a Comissão de Indústria e Comércio está alinhando uma reunião para tratar do assunto. “É uma situação caótica em Guajará-Mirim que pode gerar desemprego e prejudicar a arrecadação do Estado de Rondônia”, explicou o deputado. Segundo ele, a Secretaria de Finanças de Rondônia (Sefin) e a Fecomércio já tem uma proposta fechada para apresentar ao Confaz, mas é preciso a participação de todos para pressionar pela mudança.

Fonte: Decom/ale-ro

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias