Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020 - 12:08 (Meio Ambiente e Ecologia)

L
LIVRE

DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA LEGAL CRESCEU 183% EM DEZEMBRO

Dados foram registrados pelo sistema Deter, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inep)


Imprimir página

O desmatamento na Amazônia Legal aumentou 183% em dezembro de 2019 em relação ao mesmo mês do ano anterior. Já as áreas com alerta de desmatamento na região aumentaram em 85,3% no período, totalizando 9.165,6 quilômetros quadrados.

Os dados foram registrados pelo sistema Deter (Detecção de Desmatamento em Tempo Real), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inep), divulgados publicamente pela plataforma Terra Brasilis.

Segundo as estatísticas, o crescimento do desmatamento tem sido constante no último ano, com acentuados valores registrados desde maio de 2019. Na comparação com os mesmos meses de 2018, julho e agosto tiveram um aumento de 278% e 222%, respectivamente.

Os alertas são emitidos diariamente pelo Deter e visam embasar e auxiliar as ações de fiscalização do Ibama no combate ao desmatamento, assim como são usados para análises de tendências de desmate.

Maior desmatamento na década

Em novembro, o Prodes, que realiza o monitoramento mais preciso por satélites do desmatamento por corte raso na Amazônia Legal, divulgou que, entre agosto de 2018 e julho de 2019, foram desmatados 10.311,36 quilômetros quadrados do bioma, o maior valor registrado em uma década.

Os meses de maio, julho, agosto, setembro e novembro de 2019 registraram as maiores taxas de desmatamento desde 2015. Os Estados que mais tiveram registros de alertas no ano passado foram Pará (alta de 120%), Mato Grosso (75%), Rondônia (64%) e Amazonas (62%).

Fonte: 012 - revistagloborural

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias