Quinta-Feira, 09 de Abril de 2015 - 09:38 (Colaboradores)

DESEQUILÍBRIO EMOCIONAL POLÍTICO

Os primeiros que na tentativa de melhorarem os baixos índices de credibilidade estão votando a "toque de caixa" diversos projetos de lei sem a devida cautela como o da redução da maioridade penal.


Imprimir página

DESEQUILÍBRIO EMOCIONAL POLÍTICO: vivemos um momento tão ruim de desequilíbrio emocional político, que surgem dois grupos de políticos desequilibrados.

Os primeiros que na tentativa de melhorarem os baixos índices de credibilidade estão votando a "toque de caixa" diversos projetos de lei sem a devida cautela como o da redução da maioridade penal.

Os outros que são dos políticos oportunistas, que aproveitam do momento difícil e de foco voltado para a fragilidade momentânea da Presidente, para aprovarem projetos de lei de interesses diretos daqueles que financiaram suas campanhas, exemplo disso é a aprovação do texto principal do projeto de lei que regulamenta os contratos de terceirização, num equívoco desmedido, por trazer prejuízos aos trabalhadores.

Evidente que não podemos generalizar, existem exceções a regra (políticos "Maria vai com as outras", os políticos desinformados e os políticos analfabetos), da mesma forma que sabemos que algumas normas trabalhistas deveriam ser flexibilizadas para se adequarem ao momento que vivemos, agora retirarem direitos adquiridos dos trabalhadores dessa forma, aí já é demais, ISSO É UMA VERGONHA.

Dr Breno Mendes é Advogado e Professor.

Fonte: Breno Mendes

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias