Quinta-Feira, 12 de Setembro de 2019 - 16:12 (Política)

L
LIVRE

DEPUTADOS RECLAMAM DOS VETOS IMPOSTOS PELO PALÁCIO MADEIRA AOS PROJETOS DA ALE-RO

Na primeira sessão da semana, durante votação de vetos do Governador, Marcos Rocha (PSL), membros da oposição chegaram a pedir ao presidente Laerte Gomes (PSDB) que interceda em favor ao legislativo.


Imprimir página

Por Wanglézio Braga
Da redação do News Rondônia

Os deputados da Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO) estão queixosos por conta das constantes negativas promovidas pelo Palácio Rio Madeira aos projetos aprovados pela Casa de Leis. Na primeira sessão da semana, durante votação de vetos do Governador, Marcos Rocha (PSL), membros da oposição chegaram a pedir ao presidente Laerte Gomes (PSDB) que interceda em favor ao legislativo.

Entre uma queixa e outra, o deputado Jair Montes, do PTC, mencionou que quando foi vereador, a grande maioria dos projetos aprovados pelos vereadores acabavam sendo recusados pelo poder executivo de Porto Velho e que isso prejudicava os parlamentares.

Em seguida, o deputado Marcelo Cruz (PTB) criticou o posicionamento do governo sobre as matérias reprovadas pelo executivo, segundo ele, praticamente “todos os projetos estão recebendo negativas”. Ele pediu uma reunião entre a Mesa Diretora e a Procuradoria Jurídica.

“Seria interessante uma reunião, pois 99% dos projetos que saem dessa casa estão vetados. Parece que eles nem leem! É copia e cola o texto já com o veto. Acho que é preciso ter mais respeito com essa casa. Inclusive na CCJ a gente tem todo um cuidado das matérias que são passadas por lá. Nós temos advogados trabalhando e parece que só o governo está certo. Eles não sabem nem da importância desses projetos para a população. Isso é inadmissível!”, reclamou Cruz.

Em seguida, ele proclamou que o veto parcial, por exemplo, do Projeto de Lei 005/2019 que institui o dia estadual de combate e prevenção ao assédio moral e sexual nas relações de trabalho foi derrubado por unanimidade.

Fonte: News Rondônia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias