Quinta-Feira, 10 de Outubro de 2019 - 17:59 (Política)

L
LIVRE

DEPUTADO ENQUADRA DIRETOR DO PROCON SOBRE PROCESSO CONTRA ENERGISA: ‘A INSTITUIÇÃO PREVARICOU’

Segundo a Comissão, mais de 3 mil reclamações foram formalizadas no órgão que deveria fiscalizar os abusos praticado pela empresa.


Imprimir página

Por Wanglézio Braga
Da redação do News Rondônia

Os trabalhos estão a todo vapor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada pela Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO) para investigar o aumento da energia elétrica cobrado pelo grupo Energisa. Ontem (09), em mais uma oitiva, os deputados ouviram os dirigentes do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON), Estevão Ferreira e do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem), Aziz Rahal Neto para saber os planos de trabalho contra os desmandos da concessionária.

Durante a reunião, os deputados ouviram da boca do diretor do PROCON, Estevão Ferreira, nomeado em março pelo Governador Marcos Rocha (PSL), que nenhuma ação contra a Energisa, neste ano, foi encaminhada ao Ministério Público do Estado. Segundo a Comissão, mais de 3 mil reclamações foram formalizadas no órgão que deveria fiscalizar os abusos praticado pela empresa.

O deputado Adailton Fúria, visivelmente “enfurecido”, enquadrou Estevão Ferreira e questionou os motivos do órgão não ter encaminhado as denúncias ao MP ou promovido investigações contra a Energisa. Adailton enalteceu até que o PROCON tem o dever de zelar pelos direitos dos consumidores e apontou como prática de prevaricação essa falta de iniciativa.

“O senhor tem a obrigação de defender os direitos dos consumidores de Rondônia (...) De março até agora o PROCON não conseguiu fazer nenhum encaminhamento ao MP? É obrigação do PROCON, prevaricou diante dos crimes cometidos pela Energisa! A instituição PROCON tem o dever de promover investigação. O que o PROCON fez durante esses meses? Não funcionou! Se eu fosse o governador, exonerava o senhor do cargo que ocupa!”, disse direcionando sua fala a Estevão Ferreira.

Hoje, o deputado Fúria foi às redes sociais e publicou um vídeo mostrando trecho onde enquadra a direção do PROCON. Em sua legenda para o vídeo, ele considerou o episódio como “revoltante” e repudiou a instituição ao classificar “o Procon se calou”.  

“Com tantos crimes sendo cometidos pela ENERGISA contra os consumidores de energia todos os dias, é REVOLTANTE descobrir que o PROCON de Rondônia não aplicou qualquer tipo multas ou sanções contra a empresa, não ingressou com qualquer ação judicial ou denúncias ao Ministério Público pelas práticas de crimes cometidos pela ENERGISA, ou seja o PROCON se calou!!! Vamos a luta”, escreveu.

 

.

Fonte: News Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias