Sexta-Feira, 10 de Maio de 2019 - 17:33 (Educação)

L
LIVRE

DEDICAÇÃO DE ALUNOS E PROFESSORES GARANTEM SUCESSO NA OBEMEP 2018

Uma das medalhistas já havia recebido bronze em 2017 e com o apoio e orientação de seu professor, conseguiu no ano seguinte o ouro.


Imprimir página

Os alunos da rede estadual de ensino Isabella Alves da Silva e Mateus, do município de Nova Brasilândia do Oeste, e Henrique Batista Lima, do município de Jaru, ambos do ensino fundamental, viraram motivo de orgulho para a educação do Estado ao receber premiação nacional.

Os professores de matemática Vanderlei Rosa e Luana Aline Pedroza Pantoja são os tutores dos jovens habilidosos na inteligência matemática, que se destacaram na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep).

Em 2018 os alunos participantes da Obemep receberam 64 medalhas de destaque, sendo duas de ouro. Uma das medalhistas já havia recebido bronze em 2017 e com o apoio e orientação de seu professor, conseguiu no ano seguinte o ouro.

Esta história de dedicação fez parte da vida do professor Vanderlei Rosa, da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Alexandre Gusmão, de Nova Brasilândia do Oeste.

Segundo o professor, a aluna Isabella Alves da Silva havia recebido a medalha de prata em 2017, mas sentiu dificuldades na segunda etapa da prova que é composta de questões subjetivas e de raciocínio lógico.

“Diante desta dificuldade e percebendo o potencial da Isabella, trabalhei em contra turno com ela, dando aulas de reforço e de desenvolvimento de questões subjetivas” destacou o professor Vanderlei. E o resultado foi imediato, tendo a Isabella vencido com medalha de ouro no ano seguinte.

Outro exemplo de superação e dedicação é do aluno Mateus Henrique Batista Lima, de 14 anos, da EEEFM Governador Jorge Teixeira de Jaru. A professora Luana Aline Pedroza Pantoja destaca que o aluno além de auxiliar nos afazeres domésticos para permitir que pai e mãe trabalhem com tranquilidade, ainda é muito dedicado aos estudos.

Segundo Luana, quando iniciou a dar aulas a Mateus trabalhou com muitos exercícios e com o material fornecido pela própria Obmep, além de exercícios de raciocínio lógico e com vídeos motivacionais.

“Também realizamos trabalho de tratamento de informação com coleta de dados em campo, montagem de questionários, agrupamento de dados e montagem de gráficos estatísticos e o Mateus sempre se destacou muito” exalta a professor que ajudou ao aluno a ganhar a medalha de ouro em nível nacional.

Fonte: 015 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias