Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019 - 16:24 (Política)

L
LIVRE

CRISTIANE LOPES REALIZA AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE O COMBATE À SÍFILIS CONGÊNITA

O evento contará com a presença de especialistas e representantes da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUSA) que irão apresentar dados referentes à doença.


Imprimir página

Acontece na próxima sexta-feira (25), a partir das 15h, na Câmara Municipal de Porto Velho uma Audiência Pública, proposta pela vereadora Cristiane Lopes (PP), que irá tratar sobre o Combate à Sífilis Congênita. O evento contará com a presença de especialistas e representantes da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUSA) que irão apresentar dados referentes à doença.

A parlamentar foi procurada pelas enfermeiras Jeanne Gadelha e Maria de Lourdes Oliveira que ressaltaram a importância de discutir mais sobre o assunto, e levaram a ideia da audiência. Cristiane Lopes acatou de imediato e protocolou o Projeto de Lei n° 3953, que autoriza a criação do Programa Municipal de Incentivo à Investigação e Prevenção da Sífilis Congênita, que também será discutido na audiência. "O nosso objetivo é que sejam implantadas medidas que previnam novos contágios, melhorar o acesso às informações sobre a doença e a assistência prestada à gestante", explicou Cristiane Lopes.

Estamos na Semana da Campanha de Combate à Sífilis e Sífilis Congênita. Todo 3° sábado de outubro é o Dia Nacional de Combate à Sífilis e Sífilis Congênita. "Gostaria de convidar toda a população interessada, para participar dessa discussão. É muito importante trabalharmos na prevenção de doenças como estas, e creio que o acesso à informações é o primeiro passo", ressaltou a vereadora.

O que é a Sífilis Congênita?

A Sífilis é uma doença infecciosa causada pela bactéria Treponema pallidum. Os primeiros sintomas da doença são pequenas feridas nos órgãos sexuais e caroços nas virilhas (ínguas), que surgem entre a 7 e 20 dias após o sexo desprotegido com alguém infectado.

A Sífilis Congênita é a transmissão da doença de mãe para filho. A infecção é grave e pode causar má-formação do feto, aborto ou morte do bebê, quando este nasce gravemente doente. Ao nascer, a criança pode ter pneumonia, feridas no corpo, cegueira, dentes deformados, problemas ósseos, surdez ou deficiência mental. Por isso, é importante fazer o teste para detectar a sífilis durante o pré-natal e, quando o resultado é positivo, tratar corretamente a mulher e seu parceiro. Só assim se consegue evitar a transmissão da doença.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias