Sabado, 01 de Fevereiro de 2020 - 08:01 (Colaboradores)

L
LIVRE

CORONAVÍRUS TÊM PODER DA BOMBA ATÔMICA: PODE DIZIMAR A HUMANIDADE?

Os coronavírus pertencem ao Grupo IV (+) ssRNA. Mapa em tempo real.


Imprimir página

De acordo com dados científicos e pesquisas realizadas, os coronavírus são um grupo de vírus de genoma RNA simples, positivo, identificados em meados de 1960. Estes vírus pertencem à subfamília taxonômica orthocoronavirinae, família coronavirídea e da ordem Nidovirales. Os coronavírus pertencem ao Grupo IV (+) ssRNA. De acordo com informes médicos, não se constitui nenhuma novidade se afirmar que a maioria das pessoas se infecta muito fácil com os coronavírus, ao longo da vida.

O surto com os coronavírus já vitimou170 pessoas na China e chegou a 17 países, trazendo pânico, desespero, mortes, gerando muitas dúvidas e até gerando desistências de compras realizadas através da internet de produtos oriundo da China.

Segundo a BBC News Brasil, os principais questionamentos feitos por leitores, espectadores e especialistas têm como respostas “os dados oficiais divulgados pelo governo chinês e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), informações de profissionais de saúde consultados pela reportagem e estudos públicos por cientistas ao redor do mundo”.

Os coronavírus têm um período de incubação, em humanos de 1 a 14 dias, segundo autoridades chinesas. O maior problema do coronavírus é o paciente não apresentar sintomas da contaminação, sem saber que tem a doença e espalhar, indiscriminadamente, para todos que mantenham contatos, diretos e indiretos. 

PRINCIPAIS SINTOMAS DO CORONAVÍRUS

Os sintomas apresentados por doenças provocadas por os coronavírus são:

  • tosse intensa;
  • dificuldade respiratória;
  • falta de ar; e
  • febre contínua.

Somente na China, epicentro do surgimento do coronavírus, foram confirmados 7.736 casos de pessoas diagnosticadas com esta doença com 170 mortes. Dados desta quata-feira, 29, o Brasil já havia mais de 30 suspeitas em observação e, até então, nenhuma confirmação da doença. A OMS deverá anunciar nas próximas horas a Alerta Global para que todos os países passem a se preparar para enfrentar um surto, até então, sem perspectivas e limites de suas consequências.

De acordo com o mais recente boletim da Agência Chinesa (CGTN), a maioria das vítimas dos coronavírus está na província de Hubei, na cidade de Wuhan, epicentro do surto.

Segundo comunicado do diretor-executivo do Programa de Emergência da OMS, Micael Ryan, está prevista para esta 5ª Feira, 30, uma reunião de emergência com a diretoria da OMS para se saber se será necessário declarar Situação de Emergência Global para conter o avanço dos coronavírus, em todos os continentes. A OMS mostra nesta ilustração o ciclo do coronavírus, o contágio com o homem, os sintomas e providências.

No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde (MS), a situação atual é de preocupação e de providências e o país apresenta o seguinte quadro: 9 casos suspeitos; 33 notificações; zero caso provável e zero caso confirmado; 4 casos descartados e 20 casos excluídos, por não apresentarem sintomas correspondentes.

Até a presente data, (30/01) a situação no Brasil é de muita preocupação, desinformação por parte da população, diante do alarme e da iminência de uma epidemia generalizada, em nível global, quando já foram registrados as confirmações da doença nos seguintes países, de acordo com a Fonte: AFP: China (Hong Kong, Macau e Taiwan), Alemanha, Austrália, Camboja, Canadá, Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos, EUA, Finlância, França, Japão, Malásia, Nepal, Sigapura, Sri Lanka, Tailândia e Vietnã.

CASOS DOS CORONAVÍRUS CONFIRMADOS (TEMPO REAL)

 

Por outro lado, no Brasil se tem notícias de alguns estados, com seus respectivos casos de suspeitas, dentre estes se podem citar: Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo, Paraná e Ceará. Estes pacientes em observação estão passando por testes genômicos para uma possível confirmação do vírus 2019-nCoV. Os exames estão sendo centralizados na FundaçãoOswaldo Cruz (FIOCRUZ), no Rio de Janeiro.

COMBATER OS MALES COM AS FORÇAS DIVINAS

Para os templo de religião católica,  em todos as denominações, só restam as preces e orações e que todos devem rezar e orar para que tudo seja equacionado no seu devido tempo e que Deus, com Sua Onipotência e Poderes Celestiais, coloque suas bênçãos  e proteja todos os seus filhos, habitantes deste planeta terra. Amém.

MISTÉRIO DO FIM DO MUNDO

Não é de agora que os videntes, astrólogos, teólogos, profetas de todas as crenças e estudiosos em mistérios do sobrenatural tentam realizar a proeza em adivinhar e de ‘acabar com o mundo’. Por ser considerado como uma das maiores forças de inspiração da religião, acredita-se que este tema já tenha se materializado como uma metáfora universal, com a falsa justificativa darenovação da criação e de um novo recomeço do ciclo da vida e das coisas materiais terrenas. Até o visionário e renomado vidente Michel de Nostradamus, que após realizar dezenas de acertos em suas previsões mediúnicas, tentou, também, acabar com o mundo e até hoje estas previsões não se comprovaram, contrariando a máxima que diz: “tudo que tem começo e meio um dia terá, indubitavelmente, o seu fim.

Diante das ameaças e dos avanços dos coronavírus a população mundial se apavora e muitos ficam se questionando: será que agora a coisa vai? Será que o mundo pode mesmo acabar através de um vírus que tem os poderes de uma bomba atômica e com potencial de destruição para dizimar os habitantes da terra, em questão de dias, horas, minutos e segundos.

Antônio de Almeida Sobrinho é Engenheiro de Pesca, com Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente e presidente de Honra da Academia de Letras de Jaguaruana – ALJ-CE e escreve semanalmente nos seguintes Portais de Notícias e com matérias replicadas em diversas mídias sociais eletrônicas.

www.newsrondônia.com.br

www.gentedeopiniao.com.br

www.rondonoticias.com.br

www.emrondonia.com.br

Blogspot: ESPINHA NA GARGANTA

E-mail: [email protected]

Fonte: Antônio Almeida - Colaborador

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias