Sexta-Feira, 17 de Abril de 2020 - 17:21 (Colaboradores)

L
LIVRE

CORONAVÍRUS: RO FORA DO TOPO AS ESTATÍSTICAS

Deparo hoje, que de acordo com as estatísticas do Covid-19 nas capitais, Porto Velho está distante da liderança dos casos de Coronavírus – Covid- 19 entre as capitais brasileiras.


Imprimir página

Rondônia é uma terra grandiosa, uma terra de superlativos. Você lembra daquelas publicações no Facebook dizendo em Aqui Rondônia é assim. Tudo biggest. Algumas publicações pejorativas outras nem tanto, mas agora me alegro em ver que Rondônia não é líder em um dos capítulos mais doloroso de nossa história.

Deparo hoje, que de acordo com as estatísticas do Covid-19 nas capitais, Porto Velho está distante da liderança dos casos de Coronavírus – Covid- 19 entre as capitais brasileiras. Isso é muito bom, porque não precisamos ser grandes nas coisas negativas. Em compensação não sei se o mesmo possa ser dito com relação à violência, com tantas mortes causadas nos últimos finais de semana (11 e 12 de abril).

Violência

Foram pelo menos nove mortes e 12 feridos. A idade de 17 a 63 anos. Uma estatística terrível para uma capital de pouco mais de 500 mil habitantes.

Enquanto isso, nos Estados Unidos, as autoridades registraram o primeiro mês de março sem tiroteio nas escolas em 18 anos. É isso, desde 2002 não se tinha um março tão tranquilo. As aulas estão suspensas devido à Pandemia do Covid-19.

Saúde pra quem trabalha na Saúde

Parece que em todo lugar é assim mesmo: santo de casa não faz milagre. Profissionais da saúde, com sintomas do Coronavírus, em nossa capital se queixam das dificuldades para fazer os testes. Se para eles que estão no sistema é difícil, imagina para os demais?  Leio que, não aqui, mas no Rio de Janeiro, uma técnica de Enfermagem morreu ontem (16/04), possivelmente vitimada pela infecção do Covid-19. Ela não conseguiu fazer os testes, mesmo trabalhando em uma das unidades de referência para tratamento de pacientes com Covid-19, o Ronaldo Gazolla.

Interessante é que dia desses vi algumas publicações de profissionais do próprio hospital dizendo que o mesmo estava às moscas e que os leitos reservados para pacientes do Coronavirus estavam desocupados. O motivo que ficou registrado pelos amigos da enfermeira morta é que não tinha kits para os testes. E ao que tudo indica, a mesma também não conseguiu leito para internação.

Em Rondônia são pouco mais de 60 casos confirmados e três óbitos. O Brasil registra, de acordo com o Ministério da Saúde, 33 mil casos, sendo duas mil mortes. 

Fonte: Alice Thomaz - NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias