Sabado, 04 de Abril de 2020 - 10:38 (Política)

L
LIVRE

CORONAVÍRUS - DEPUTADO ANDERSON DEFENDE REABERTURA DO COMÉRCIO COM AS DEVIDAS PREVENÇÕES

O parlamentar aponta ser de extrema necessidade o retorno das atividades comerciais, pois caso contrário a economia pode entrar em um colapso


Imprimir página

Em meio ao decreto de calamidade pública imposto afim de minimizar e combater a contaminação da COVID19 - Coronavírus, deputado estadual Anderson Pereira (PROS), vem a público comunicar que é favorável à reabertura do comércio no Estado de Rondônia, desde que medidas de segurança sejam mantidas e outras adotadas.

O parlamentar aponta ser de extrema necessidade o retorno das atividades comerciais, pois caso contrário a economia pode entrar em um colapso, ocasionando uma grande queda na máquina pública devido a não arrecadação, recolhimento.

Anderson Pereira destaca para o enfrentameto do vírus, porém sem insolvência econômica, pois são inúmeros os estabelecimentos de pequeno e grande porte com as portas fechadas, sem faturar deixando proprietários em total desespero e milhares de pessoas com risco de demissão, desemprego. Segundo o deputado o vírus tem que ser enfrentado de forma racional e equilibrada, preservando e privando do contato direto pessoas que compõem o grupo de risco, idosos e portadores de doenças crônicas.

Para a atuação legal das atividades comerciais, o parlamentar cita que o distanciamento e o uso de produtos, equipamentos sejam obrigatoriamente mantidos, sendo álcool gel, máscaras e luvas no atendimento.

"Precisamos liberar a população para que corra atrás de sua sobrevivência, trabalhar com dignidade, garantindo a sobrevivência de suas famílias, mas com os devidos cuidados. Não podemos privar o trabalhador de se auto-sustentar, podemos sim garantir meios e fiscalizar atuações fora do padrão de exigência, para que não haja prejuízos, afirmou Anderson Pereira".

Na última sexta-feira (3), o presidente da Casa de Leis, deputado Laerte Gomes (PSDB), em reunião com Grupo de Gerenciamento de Crise criado pelo Governo do Estado, defendeu a reabertura do comércio, além de outras ações que poderão ter impacto positivo direto não apenas na economia, mas na própria assistência financeira de trabalhadores autônomos e cidadãos que vierem a ser infectados.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias