Quinta-Feira, 25 de Janeiro de 2018 - 09:10 (Colaboradores)

L
LIVRE

CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE NEUROCIÊNCIAS: AS DORES DO CORPO

Haveria uma funcionalidade para que a dor fosse concebida como um atributo da evolução de uma espécie?


Imprimir página

A dor se apresenta como uma sensação desagradável no qual quase todos são reativos no sentido de evitação percebida como uma espécie de sofrimento. Isto faz raciocinar uma evolução em que os indivíduos de uma espécie não venham a desencadear a dor dentro de seus corpos. Haveria uma funcionalidade para que a dor fosse concebida como um atributo da evolução de uma espécie?

Pessoas descritas na medicina como insensíveis à manifestação da dor dentro de um mecanismo congênito, em vez de se tornarem mais aptas e prolongarem sua existência, quase sempre vêm terminado o seu ciclo de vida ainda na infância. Esse tipo de insensibilidade observada se percebe que as defesas do organismo não passam a auxiliar um indivíduo na ocorrência de lesões e ferimentos, o que lhe permite não se tratar com antecedência a uma gravidade do ferimento que lhe conduza à normalidade de suas funções biológicas.

Deformações na coluna são observadas nestes casos devido ao agravamento que a indiferença ao ajuste da postura causa vícios lombares-cervicais-torácicos que comprometem a estabilidade de um indivíduo de manter-se ereto diante de suas necessidades de deslocamento. O risco neste caso se amplia, os ferimentos demoram a ter cicatrização por falta de sinalizações de reparo orgânico, o sistema digestivo e urinário pode sofrer colapsos sem que as causas iniciadas sejam identificadas a tempo de seu agravamento, tudo porque a ausência da dor foi incapaz de sinalizar ao indivíduo uma necessidade reparadora.

Lent com excelência, expõe que a dor é um demarcador de limites para o organismo e um importante sinalizador sobre a ocorrência de estímulos lesivos em um organismo. O limite ajuda a perceber a fadiga do músculo quando ele sofre um mecanismo que conduz a uma condição de estresse ou trauma. Por isto a dor é essencial para dizer ao indivíduo qual o ponto que deve paralisar a continuidade de um movimento.

A posição e a postura incômoda são sentidas com uma sensação de dor que sinaliza que algo caminha para um estresse que pode ser prejudicial a um indivíduo. No caso de contato com substâncias e objetos, a sensação que desperta a dor é essencial para alertar do perigo nas proximidades do corpo.

A dor está correlacionada com uma forte experiência emocional. A complexidade da função da dor foi tão decisiva para a ampliação e conservação da vida, que o corpo humano acabou especializando estrutura receptoras conhecidas como nociceptor capazes de coletar informações intrusivas que poderiam sinalizar uma ruptura do equilíbrio do ser humano.

Lent deixa bem claro que ao contrário do que se poderia supor, a dor não é veiculada pelos receptores táteis e termorreceptores submetidos a estímulos muito fortes.

Fonte: 012 - Max Diniz Cruzeiro

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias