Quarta-Feira, 19 de Fevereiro de 2020 - 10:11 (Agronegocios)

L
LIVRE

COMPANHIA DE MINERAÇÃO DE RONDÔNIA RECEBERÁ R$ UM MILHÃO COM A META DE PRODUZIR 25 MIL TONELADAS DE CALCÁRIO POR MÊS

Conselheiros do Conder deliberaram, por unanimidade, pela aprovação do projeto da CMR.


Imprimir página

A Companhia de Mineração de Rondônia (CMR) recebeu a autorização para o uso de mais de R$ 1 milhão na 11ª Reunião Extraordinária do Conselho de Desenvolvimento de Rondônia (Conder), que delibera sobre recursos administrados pela Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), na última quinta-feira (13) para aquisição de veículos pesados e maquinários com objetivo de fortalecer a Usina Félix Fleury em Pimenta Bueno e aumentar para até 25 mil toneladas ao mês a produção de calcário.

Segundo o diretor-presidente da CMR, Euclides Nocko, o investimento permitirá um aumento na produção de calcário da estatal. “O governador determinou e nós sabemos que essa atividade é viável, compensa, e tem muito potencial. Temos a maior jazida de calcário da região Norte, o nosso solo é muito rico, a riqueza de Rondônia está no sub-solo”, argumentou o diretor.

Os conselheiros votaram por unanimidade a favor da autorização dos recursos para a compra de um caminhão e de uma pá-escavadeira, que irão impulsionar a produção de calcário, que já é de 400 mil toneladas ao ano, minério essencial para a correção do solo para pasto, para agricultura e correção do Ph da água para piscicultura.

O presidente do Conder e superintendente da Sedi, Sérgio Gonçalves, apontou que os recursos sairão do Fundo de Desenvolvimento Industrial de Rondônia (Fider), que tem por objetivo apoiar financeiramente, de maneira complementar, a aquisição de bens patrimoniais para o desenvolvimento industrial, comercial e mineral.

Fonte: 012 - Secom - Governo de Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias