Quarta-Feira, 04 de Setembro de 2019 - 09:37 (Esportes)

L
LIVRE

COM EXEMPLOS DE SUPERAÇÃO, JOGOS PARALÍMPICOS EM VILHENA EMOCIONARAM PARTICIPANTES

Mais de 20 municípios do Estado enviaram representantes para Vilhena


Imprimir página

Desde a abertura dos Jogos Paralímpicos de Rondônia, na sexta-feira, 29, a competição se revelou em um caldeirão de emoções em todos os locais de disputas. De sábado a segunda-feira os competidores de mais de 20 municípios do Estado deram exemplos de superação com histórias marcantes nas diversas modalidades do evento.

Repleta de belas apresentações com dança, música, vídeos e animação das arquibancadas, a abertura já começou arrancando lágrimas ainda na semana passada. Destaque para o acendimento da pira olímpica pelo atleta cadeirante Kauã Andrade de Almeida, que subiu até o patamar do ginásio por meio de rapel com ajuda dos Bombeiros Militares. O gesto, que exigiu treinamento e esforço do jovem que é aluno da escola Barão de Simões, em Porto Velho, Kauã e tricampeão na categoria de bocha.

De acordo com os dados da Seduc (Secretaria de Estado de Educação), ao todo 560 atletas de 43 escolas de 22 municípios do estado participaram dos jogos. Os atletas agora passam a representar o Time Rondônia, na fase nacional dos jogos, que acontece em São Paulo nos dias 18 a 23 de novembro.

Durante os dias de provas, na competição de atletismo a atleta Beatriz Vitória, de 16 anos, disputou os 100 metros na categoria TF35. O vídeo de sua participação viralizou nas redes sociais. Seu esforço para completar a prova foi motivador para muitos. De acordo com sua professora Luzania Gomes, que acompanha a jovem desde 2015, há alguns anos Beatriz não andava e hoje está em capacidade de disputar os jogos paralímpicos correndo.

Em entrevista à TV Globo, Beatriz relatou sua experiência durante a prova. "Pra mim aquilo foi um sonho, foi muita emoção, as pessoas que me acompanharam pelo lado de fora me aplaudiram. Eu estava competindo, eu pensei em ir até o fim e fui até o final", disse a jovem. O vídeo de Beatriz pode ser acessado neste link: https://youtu.be/a3i90PHyouM

Entre os resultados vilhenenses, destaque para Keury Leal, da escola municipal cívico-militar Almirante Tamandaré que venceu a competição de bocha adaptada na categoria BC2 class "A".

O Secretário de Esportes, Silmar de Freitas, lembra que a realização dos jogos e os atletas presentes já é uma vitória. "Ficamos emocionados com o caso da Beatriz, tivemos o Keury, nosso vencedor, mas nos jogos paralímpicos o que vale é a superação. Todos são vencedores", destaca o secretário.

O encerramento dos jogos Paralímpicos aconteceu na segunda-feira, no Clube dos Estados, com a participação dos atletas cantando e dançando. Logo em seguida, foram entregues as medalhas para as delegações de todo o Estado. Os jogos focaram em colaborar para que os estudantes/atletas possam estimular seus potenciais, superando quaisquer deficiências, sejam elas física, visual, intelectual, parcial ou múltiplas.

 Eduardo Japonês, prefeito de Vilhena, garantiu que todos os participantes já eram vencedores. "Aqui vemos muitas histórias de superação e isso nos deixa muito felizes de ver que podemos sim enfrentar as adversidades com cabeça erguida. Aqui todos são campeões", elogiou.

DADOS - De acordo com os dados da Seduc (Secretaria de Estado de Educação), ao todo 560 atletas de 43 escolas de 22 municípios do estado participaram dos jogos. Os atletas que avançaram nesta fase, vão representar o Time Rondônia, na fase nacional dos jogos que acontecerão em São Paulo nos dias 18 a 23 de novembro na cidade de São Paulo.

As modalidades aqui disputadas foram o atletismo, futsal, bocha, bocha adaptada e tênis de mesa, com destaques para várias categorias entre masculino e feminino.

Fonte: semcom

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias