Domingo, 26 de Janeiro de 2020 - 12:06 (Colaboradores)

L
LIVRE

COLUNA LENHA NA FOGUEIRA: O PREFEITO DE PORTO VELHO E O CARNAVAL

O cara (prefeito) TEM RAIVA. Pra falar a verdade, ele ODEIA CARNAVAL!


Imprimir página

Antes de entrar nos comentários sobre a feijoada que rolou ontem dia 25, no Mercado Cultural. Vou aproveitar para justificar o porque terminei a coluna de ontem, com a frase:


O cara (prefeito) TEM RAIVA. Pra falar a verdade, ele ODEIA CARNAVAL!


Na foto ai de cima clicada pelo meu amigo Rosinaldo Machado, estou entrevistando o prefeito, sobre a obra do Mercado Cultural. Ele falou muito bem do empreendimento e elogiou a programação da Funcultural e os proprietários dos bares que passaram a funcionar, tão logo, ele descerrou a placa de inauguração da reforma.


No finalzinho da nossa conversa, fiz a seguinte pergunta: Prefeito o senhor sabe que sou muito ligado ao carnaval, por isso, gostaria de saber se a prefeitura de Porto Velho VAI REALIZAR OS DESFILES DAS ESCOLAS DE SAMBA?


Foi mesmo que mostrar a cruz pro satanás: Ele respondeu com ar de desprezo: "COM DINHEIRO PÚBLICO NÃO VAI ACONTECER"


Voltei a argumentar: Prefeito, os vereadores prometeram que às Escolas de Samba que, do dinheiro que sobrou do orçamento 2019 da Cãmara, e eles devolveram para a prefeitura, que destinariam um valor às Escolas de Samba.


A resposta veio mais contundente refletindo o pensamento de  quem realmente não quer ouvir falar no assunto: "NÃO VOU LIBERAR NADA"


Como em politica tudo pode acontecer! Os dirigentes das escolas de samba, cujo presidente da Fesec Reginaldo Makumbinha, estava ao meu lado, quando o prefeito falou que não vai liberar nada; estão botando a maior fé no presidente da Cãmara Edwilson Negreiros e nos vereadores Marcio Miranda, Alecks Palitot, Marcelo Reis, Mauricio Carvalho entre outros, de que o prefeito vai liberar a verba para as Escolas de Samba.


Meu amigo Ocampo Fernandes não gostou da frase que postei! Não tem jeito, foi assim que senti o quanto nosso alcalde detesta o carnaval das nossas escolas de samba. Tá explicado!


Voltando ao normal:


A festa em comemoração aos 105 anos de instalação do município de Porto Velho, ainda está repercutindo pelos quatro cantos da cidade.


A feijoada de sábado, lotou literalmente as dependências do Mercado Cultural ao ponto de muitos, terem que degustar a feijoada nas mesinhas da praça Getúlio Vargas.


E tem mais, a feijoada estava muito gostosa e com preço abaixo do praticado em qualquer restaurante ou evento que trabalha com o serviço de feijoada. Você pagava apenas R$ 23 por uma cumbuca, que dava para duas e até três pessoas. Nota Mil pra moçada responsável pelo serviço.


Beto Cezar e o grupo Doce Melodia foi show a parte. Beto a partir de determinado momento passou a convidar os sambistas presentes para dar uma canja (três músicas no máxima) e assim se apresentaram: Silvio Santos que a pedido cantou até marchinhas da Banda do Vai Quem Quer; Hudson Mamedes, Coimbra (aquele que não obedece a Lei do Canja) e ainda teve a apresentação do convidado especial Edgley Queiroz.


Agora, O Doce Melodia com Walber no Cavaco e Ney ao violão é outra coisa. Parabéns Beto Cezar e coordenadores da feijoada.


Aí o presidente da Funculural Ocampo Fernandes que ficou meio invocado comigo, porque postei que o prefeito Não gosta de carnaval na coluna passada. Após ouvir minhas ponderações ficou de boa novamente. Afinal de contas somos amigos de longas datas...


Quero apenas reproduzir uma frase, postada justamente pelo Ocampo nas redes sociais, direta da Feijoada do Mercado Cultural na tarde de sábado:


"O CARA CRITICA O MERCADO CULTURAL E VAI LÁ COMER FEIJOADA DE GRAÇA"


Só sei que depois dessa postagem, era mais quem queria saber, quem era o "furão". Até houve quem tentasse estipular um prêmio para quem adivinhasse de quem o Ocampo estava falando.


O Luiz LUKA do site Gente de Opinião me disse, que o Ocampo havia lhe dito de quem se tratava e me passou o nome de uma pessoa, que acho que é realmente a pessoa do comentário do Presidente da Funcultural. Só não divulgo, porque posso dar com os burros n'água. O rapaz já trabalhou na Funcultural.


O certo, é que o Mercado Cultural é o point do momento. Neste domingo pela manhã estava lotado de novo, com o povo tomando o Café Nordestino e assim será por muito tempo. Tudo que se fizer no local terá sucesso, afinal de contas, o Mercado Cultural está muito bonito.

Fonte: Ze Katraca/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias