Terça-Feira, 28 de Janeiro de 2020 - 12:14 (Colaboradores)

L
LIVRE

COLUNA LEITURA FINALIZADA: QUANTO CUSTA UM LIVRO?

Já parou pra pensar quanto trabalho está envolvido na produção de um livro? Não sou expert, mas fiz uma pequena reflexão.


Imprimir página

Não é de hoje que ouço pessoas reclamando dos preços dos livros, sejam eles nacionais ou estrangeiros, a maioria dos brasileiros afirma que os preços praticados nas livrarias são caros, um verdadeiro abuso...

É uma bela de uma desculpa para justificar a falta de gosto para leitura, porque quem gosta mesmo de ler entende o quanto o valor cobrado pelo livro é justo.

Já parou pra pensar quanto trabalho está envolvido na produção de um livro? Não sou expert, mas fiz uma pequena reflexão.

Tudo começa com o autor que passa horas se dedicando a escrever uma bela história, muitas vezes se abdica de momentos importantes ao lado da família. Esse é seu ofício, logo, precisa receber.

Depois que o autor consegue um contrato com a editora, o livro passa para um editor, esse profissional analisa a história e decide junto com o autor quais personagens devem aparecer mais ou menos na trama. Esse profissional também precisa receber pelo serviço prestado.

Chega à vez do preparador de texto, pois é preciso deixar o texto coeso, sem repetições e incoerências. Mais uma pessoa qualificada que precisa receber.

Hora da revisão, que é feita uma, duas... as vezes até quatro vezes para deixar tudo perfeito. Outro profissional capacitado que precisa receber.

Pronto, pode mandar para a gráfica? Negativo. Entra no processo o diagramador, o ilustrador que muitas vezes também é o capista. Então, mais gente contratada que precisa receber.

Momento de tornar real e mandar para gráfica, e para isso é necessário levar em consideração os funcionários, o papel, a tinta, as máquinas, a energia... tudo tem um custo.

Ainda tem muito trabalho pela frente, os livros físicos voltam para mais uma revisão antes de serem mandados para as livrarias, enquanto isso entra em cena a equipe de marketing para promover o livro, afinal a propaganda é a alma do negócio. Essa equipe também é remunerada.

Finalmente o livro está na livraria. Acabaram as despesas? Claro que não, a livraria precisa pagar editora, aluguel, energia, funcionários... então para ter um preço final é preciso colocar na ponta do lápis todas as expensas.

Conseguiram entender a grandiosidade que é produzir um livro e tudo que envolve até ele chegar lindo nas mãos dos leitores? Ou ainda acha um livro caro?

Os preços dos livros variam entre trinta reais a cem reais. Existem maneiras de baratear? Sim, a primeira opção seria na confecção, mas, (tudo na vida tem um “mas”, né?) os brasileiros reclamam dos preços altos, porém, são exigentes, ninguém quer um livro com material de baixa qualidade. Segunda possibilidade para baixar valores, maior número de leitores de livro físico, quanto maior a tiragem de exemplares, mais barato fica o valor do livro para venda. As editoras não podem correr riscos, livro encalhado não é bom para os negócios, logo enquanto as vendas não forem garantidas as editoras vão trabalhando com tiragem média de dois mil exemplares. Por tanto vamos comprar mais livros físicos!

É possível comprar livros físicos por até dez reais. Quando isso acontece, os livros já se pagaram, já foi recuperado todo o valor investimento inicial, podendo fazer uma tiragem mais ambiciosa, negociar novos termos com os autores e aproveitar os lucros. Todo mundo ganha, leitor, autor e editora!

Avaliando todo o caminho percorrido para o livro chegar à livraria e todo o benefício que o livro traz para a vida, te falo com toda convicção, os livros não são caros!

Para e pensa você muitas vezes gasta esse mesmo valor com coisas passageiras, o livro vai te ensinar, vai te deixar mais rico intelectualmente e se tem algo que nunca vão tirar de você é o conhecimento. Se depois de ler todo esse texto, ainda prefira dar outro destino ao seu dinheiro, tudo bem, questão de prioridade, só não diga que o livro é caro.

Fonte: Renata Camurça - NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias