Segunda-Feira, 20 de Maio de 2019 - 21:55 (Geral)

L
LIVRE

CHACAREIROS INOVAM NA COMEMORAÇÃO DO DIA DAS MÃES E SE CONFRATERNIZAM SEM O LUXO VENDIDO NO COMÉRCIO

A homenagem, diferentemente de entidades circunvizinhas e alhures, teve até revelação sobre a origem o Dia das Mães cuja criadora frutou-se por causa exploração comercial, voraz e feroz.


Imprimir página

Porto Velho, RONDÔNIA - Para variar, o Dia das Mães da Associação de Ação Integrada Hortifrutigranjeiros da União (AAPIGHU), no Setor Chacareiro Jardim Santana, zona rural da Zona Leste  aconteceu fora do viés comercial e política da data.

A homenagem, diferentemente de entidades circunvizinhas e alhures, teve até revelação sobre a origem o Dia das Mães cuja criadora frutou-se por causa exploração comercial, voraz e feroz, da data em homenagem à mãe de Anne Jarvis (que nunca foi mãe) , em 1905, nos Estados Unidos.

Em meio a pratos simples, regados a churrascos, arroz e macaxeira colhidos nas chácaras dos próprios Associados e produtos complementares ao ‘Comes e Bebes na Roça Leste’, ao menos 150 mães chacareiras foram homenageadas em sorteios, brindes e souvenires em caráter nativo.

Felizes, gratas e dispostas a fortalecerem ainda mais as ações sociais e de épocas previstas no calendário anual da AAPIGHU, integrantes do Grupo de Mães Chacareiras, puxadas pela presidente Gabriela Camargo, 45, ‘a depender dos Associados, dirigentes e parceiros, em breve, nossas vitórias serão mais visíveis’.

Ao saberem da origem da data do Dia das Mães, algumas homenageadas ao fundo do prédio-sede da entidade (Linha Vinícius de Morais) relataram ao NEWSRONDÔNIA o desejo que o poder público e político rondoniense ‘não subtraiam direitos das mulheres e que os ampliem às crianças, sobretudo as pobres e extremamente pobres que um dia vão ser mães e pais’.

HISTÓRIA DA DATA - Conta-se em livros e compêndios da historiografia norte-americana que, Anne Jarvis (criadora da data), em 1905, por não ter sido mãe, decidiu homenagear a mãe que havia morrido. Porém, a tradição veio dos gregos – que a celebravam no início da Primavera ‘a Mãe de todos os deuses, a deusa RHEA’.

No Brasil, o Dia das Mães, enquanto tradição ocidental fez com que a data se tornasse a segunda mais importante do ano para o comércio e segundo uma fonte da FECOMÉRCIO, em Rondônia, como no resto do país, ‘perde apenas para o Natal’.

Fonte: News Rondônia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias