Sabado, 08 de Dezembro de 2018 - 12:01 (Geral)

L
LIVRE

CANTOR MENOSPREZA ASSASSINATO DE CACHORRO NO CARREFOUR

"Trato animais como animais". Cantor sertanejo causa polêmica ao comentar assassinato de cachorro no Carrefour e depois apaga vídeo.


Imprimir página

O cantor sertanejo Eduardo Costa causou polêmica ao falar sobre a comoção em torno da morte do cachorro no Carrefour de Osasco (SP).

O sertanejo comparou o episódio com a morte de uma senhora de 106 anos a pauladas, no interior do Maranhão.

“Não estou aqui defendendo quem matou o cachorro. Ambos são crimes inadmissíveis, covardes e os autores deveriam ser exemplarmente punidos no rigor da lei. Mas não há como negar que há algo errado em uma sociedade que se indigna mais com um crime contra o animal do que o cometido contra um ser humano”, enfatizou.

Eduardo Costa disse que gosta de animais, mas ressaltou: “Eu amo os animais sem exceção, mas sempre os trato como animais”. Antes, o sertanejo também comparou o número de agressões contra cachorros e contra humanos. “Sessenta mil homicídios por ano no Brasil. E o Brasil? Que comece o ‘mi mi mi'”, escreveu.

A fala de Eduardo Costa repercutiu nas redes sociais e o cantor passou a receber manifestações de repúdio. “Alguém viu a comoção do Eduardo Costa em relação a senhora de 106 anos? Eu não vi! Mas como o assassinato do cachorro teve mais evidência, ele resolve dar sua opinião”, constata um dos internautas.

“‘Chegará o tempo em que o homem conhecerá o íntimo de um animal e nesse dia todo crime contra um animal será um crime contra a humanidade — (Leonardo da Vinci)’. Infelizmente a humanidade ainda tem opiniões lamentáveis como de Eduardo Costa”, escreveu outro internauta.

Eduardo Costa decidiu remover a publicação do vídeo do Instagram após a repercussão negativa. Para tentar conter os ataques, o sertanejo postou uma foto em que aparece com um cãozinho prometendo ajudar ONGs voltadas para a proteção animal.

Fonte: 030 - pragmatismopolitico

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias