Domingo, 26 de Fevereiro de 2017 - 19:04 (Cultura)

L
LIVRE

BANDA ARRASTA MILHARES ÀS RUAS E AVENIDAS E MANTÉM A TRADIÇÃO DE MELHOR BLOCO DE CARNAVAL DE RUA DE PORTO VELHO

Com trios elétricos possantes e maior estrutura do que em 2016, a BANDA exibiu um pouco mais da história do maior de todos os seus exércitos e súditos, o seu criador Manoel Mendonça, O Manelão.


Imprimir página

Porto Velho, Rondônia - Deu de tudo na largada triunfal da 'Banda Do Vai Quem Quer' no sábado 25, entre os foliões e folionas, a animação e a alegria tomou conta de ruas e avenidas durante o percurso da praça das Três Caixas D'água ao centro ninguém ficou parado ao ver a Banda passar.

Com trios elétricos possantes e maior estrutura do que em 2016, a BANDA exibiu um pouco mais da história do maior de todos os seus exércitos e súditos, o seu criador Manoel Mendonça, O Manelão.

E o melhor de tudo que levou às ruas e avenidas é que fez 'todo mundo cair mesmo na dança para manter a tradição de ao menos 30 anos', que nasceu das mãos do pai de Siça Andrade, hoje, no comando da 'BANDA do Vai Quem Quer'.

Segundo estimativa, ao menos cerca de 100 a 120 mil pessoas a Banda teria puxados para as ruas, o que já confirma o título de maior bloco do carnaval do estado de Rondônia e região, atestam carnavalescos e dirigentes ouvidos durante o percurso.

Ao som de trios elétricos possantes, artistas, carnavalescos, foliões e folionas, na pista e nas sacadas do casario da Porto Velho Antiga, cantaram ritmos nativos e das marchinhas da própria BANDA, além das tradicionais 'Mamãe Eu Quero', "Você pensa que cachaça é água' [...].

O carnaval da BANDA, no sábado, 25, começou a partir das 13h, com a chegada do público sob um calor forte e ameaça de chuva esporádica, à concentração na Praça das Três Caixas D'água'. De lá até à largada, com o relógio marcando um pouco acima das 16h, a alegria e a tranqüilidade tomou conta das ruas e avenidas até a dispersão do público.

Ouvidos, foliões e folionas disseram a este site que, 'a Banda proporcionou à todos um carnaval da diversidade', em que pobres e ricos, visitantes e turistas, além DE e NÃO-religiosos se juntam em um espaço liberal e onde todos se mostram a que vieram em busca de alegria e animação.

- Muitos tiraram as fantasias do armário, atestou o administrador João Carlos, 35, que saiu da Grande São Paulo para prestigiar o Carnaval porto-velhense.

UM POUCO DE HISTÓRIA - O Carnaval, segundo parte de historiadores consultados, faz parte da tradição que nasceu, há pelo menos dois mil anos antes de Cristo. E por aqui, nesse período de muita folia, Porto Velho inteira vive um momento ímpar, se não nos enganamos, sem concorrência na Amazônia', quer pela grandiosidade desse evento, quer pela alegria proporcionada pela 'Banda do Vai Quem Quer' e outros blocos, atestam.

- Contudo, para falar a verdade, ainda sobre essa origem, pouco se sabe da história real do Carnaval, disseram.

Mas há quem afirme, ter a sua origem em celebrações ORGÍACAS da humanidade, muitas de caráter religioso, em homenagens ao deus [?] Saturno. Essas festas  celebravam a volta da Primavera, o renascer da Natureza. A Primavera no Hemisfério Norte se inicia no dia 21 de Março.

XICO NERY   

Fonte: NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias