Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2019 - 17:38 (Meio Ambiente e Ecologia)

L
LIVRE

BAIXO NÍVEL DO RIO MADEIRA ATINGE COTA QUE PROVOCA RESTRIÇÃO DE NAVEGAÇÃO

De acordo com o engenheiro hidrólogo da CPRM, Marcus Suassuna Santos, o monitoramento terá continuidade assim como a publicação de informes semanais até outubro quando deve iniciar a subida do rio.


Imprimir página

O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) informou nesta segunda-feira, dia 19/08, que, como resultado da vazante do rio Madeira, o rio reduziu a níveis inferiores a cota de 4,0 metros quando medidas de restrição à navegação são implantadas pela Delegacia Fluvial de Porto Velho. A previsão foi divulgada no 7º Informe de Previsão e Monitoramento de Estiagem na bacia do Rio Madeira. Hoje, o rio está na cota de 3,80 m. Devido ao baixo nível do rio, a Delegacia Fluvial de Porto Velho deve publicar portaria que impõe restrições à navegação noturna para comboios, que nesta época são responsáveis pelo escoamento da produção agrícola com destino a Manaus.

De acordo com o engenheiro hidrólogo da CPRM, Marcus Suassuna Santos, o monitoramento terá continuidade assim como a publicação de informes semanais até outubro quando deve iniciar a subida do rio. “O monitoramento e as previsões são importantes para prevenir situações de risco a navegação, pois a estiagem reduz as condições de navegabilidade no Estado de Rondônia”, alertou.

O Serviço Geológico do Brasil iniciou no dia 05/07 a operação de acompanhamento da estiagem da bacia do rio Madeira. Por meio de boletins semanais, estão sendo disponibilizados dados atualizados dos rios da região e a comparação desses níveis com o histórico de monitoramento, além de previsões de níveis para os 14 dias subsequentes. O acompanhamento abrange os rios Madeira, Abunã, Guaporé e Mamoré, nos municípios de Pimenteiras, Costa Marques, Guajará Mirim, Porto Velho e Nova Mamoré.

Os dados hidrológicos utilizados são provenientes da Rede Hidrometeorológica Nacional de responsabilidade da Agência Nacional de Águas (ANA), operada pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e demais parceiros. As previsões realizadas pelos engenheiros da CPRM são baseadas em modelos hidrológicos e estão sujeitas às incertezas inerentes aos mesmos. Os dados do Sistema de Alerta Hidrológico da Bacia do Rio Madeira (SAH Rio Madeira), podem ser acessados em: Link

Fonte: 015 - Janis Linda Loureiro Morais

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias