Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019 - 14:38 (Política)

L
LIVRE

AVENIDA CALAMA – VEREADORA ADA DANTAS COBRA PROCESSO DE LICITAÇÃO REFERENTE DRENAGEM E ASFALTO

Na reunião, foram debatidos alguns pontos referentes ao processo de drenagem e asfalto para a Avenida Calama.


Imprimir página

Na manhã desta quinta-feira (23), a vereadora Ada Dantas Boabaid (PMN) esteve na Secretaria Municipal de Resolução Estratégica de Convênios e Contratos (Semesc) em reunião com o secretário adjunto e auditor fiscal da prefeitura, Eudes Andrade de Barros. Na reunião, foram debatidos alguns pontos referentes ao processo de drenagem e asfalto para a Avenida Calama.

Ada Dantas questionou o secretário sobre o andamento do processo que trata sobre as obras na Avenida Calama, no Bairro Planalto, área leste de Porto Velho. O recurso no valor de R$ 10 milhões de reais, oriundos de emenda parlamentar do ex-deputado Lindomar Garçon já está liberado, restando apenas os trâmites processuais para que a obra seja executada.

Conforme informou o secretário, a licença ambiental já está liberada e o projeto básico pronto, faltando apenas a autorização por parte do ministério competente para firmar o convênio, logo após iniciar o processo de licitação.

Moradores realizaram protestos bloqueando a via e ateando fogo em pneus com o intuito de chamar atenção para o local. A vereadora Ada Dantas foi informada por alguns moradores sobre as inúmeras problemáticas enfrentadas devido ao péssimo estado de conservação da Avenida Calama. Os alunos da escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Pé de Murici sofrem com a intensa poeira. Já os motoristas reforçam as reclamações sobre a precariedade da via, que resulta em prejuízos nos veículos.

“Continuarei com as cobranças até que a Avenida Calama receba os serviços de drenagem e asfalto. Assim como aconteceu com a Rua Petrolina, onde após quase dois anos de cobranças os serviços finalmente foram realizados. Todavia, caso a emenda parlamentar não seja executada em tempo hábil, a prefeitura pode perder o prazo e a população continuará sem esperança”, concluiu Ada Dantas Boabaid.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias