Sexta-Feira, 11 de Outubro de 2019 - 17:22 (Geral)

L
LIVRE

AUDITÓRIO LOTADO MARCOU ABERTURA DO II CONEFISCO EM JI-PARANÁ

Confira!


Imprimir página

Auditores Fiscais de Tributos Estaduais, acadêmicos e professores da Faculdade Panamericana de Ji-Paraná (Unijipa) e comunidade em geral lotaram o auditório do Hotel Green Park em Ji-Paraná na noite de quinta-feira, 10, para participar da abertura do II CONEFISCO – Congresso Estadual do Fisco Rondoniense, organizado pelo Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos de Rondônia (SINDAFISCO) com apoio da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (FENAFISCO).

Com palestra sobre a "Reforma Tributária", ministrada pelo presidente do FENAFISCO, Charles Alcantara, o público pode debater as diferenças de tributação entre países e classes sociais, o retorno dos tributos e como uma Reforma Tributária Solidária, proposta defendida pelo fisco, pode contribuir com o desenvolvimento da economia do Brasil e qualidade de vida da população.

"O que o país precisa, de verdade, mais que uma simplificação, é de um sistema tributário justo. Temos um sistema que cobra mais de quem pode menos. Pobres e classe média pagam muito mais impostos que os ricos, proporcionalmente. O Brasil é um paraíso fiscal dos ricos", destaca Alcântara.

Como alternativa, a Fenafisco, junto com outras entidades como a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip) e a Associação dos Economistas pela Democracia (Abed), propõem uma reforma solidária, em favor de um sistema mais progressivo, que cobre mais tributos dos que podem pagar mais.

O presidente do SINDAFISCO, Mauro Bianchin, reforçou a importância do debate sobre as propostas de Reforma Tributária que estão sendo apresentadas no Congresso Nacional. "Muito tem se falado sobre reforma tributária. Os debates já começaram no Congresso e não podemos ficar de fora dessa discussão. A arrecadação de impostos afeta a todos, não importa a classe ou idade. Os impostos sustentam a educação, saúde, segurança, infraestrutura e a renda familiar. Precisamos chegar a uma proposta de reforma que não atinja apenas uma parte da população, mas que seja justa para todos", reforçou Bianchin.

O professor de administração, Walter Leitão, relatou a importância do debate para o desenvolvimento acadêmico tanto dos alunos, quanto do corpo docente. "Debates como esse ficam marcados, é um diferencial para todos que participaram. Tema atual, que está em plena discussão e que afeta a todos. Tanto nas mudanças acadêmicas que terão que se feitas com a consolidação da reforma, como na vida particular de cada cidadão", disse Walter Leitão.

Fonte: 010 - Comunicação Sindafisco

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias