Segunda-Feira, 23 de Janeiro de 2017 - 08:28 (Colaboradores)

L
LIVRE

AS TRISTEZAS QUE NÃO ENTENDEMOS

Freud descobriu que, às vezes, pagamos um preço bem alto por sermos habitados pela linguagem.


Imprimir página

As tristezas da alma, do Ser. Tristezas que não conseguimos entender. Clara Cruz escreveu que lidar com estas dores é muito mais difícil do que parece. Você já se sentiu assim? Há uma angústia tão grande que me toma às vezes, com a qual não sei lidar. Eu sofro em silêncio, sofro sozinho. Não tenho com quem falar sobre isso, e isso é o meu segredo.Tenho medo! E se alguém descobrir minhas fraquezas, o que será de mim?

Sabe, é tão pesado parecer forte o tempo todo. Você tem uma grande dor? Uma angústia à qual não sabe dar nome? Todos nós temos grandes dores. Todos nós precisamos falar sobre isso. Se não, a angústia não desincha.

Freud descobriu que, às vezes, pagamos um preço bem alto por sermos habitados pela linguagem. O que é ser habitado pela linguagem?Funcionamos em relação à linguagem como um balão em relação ao ar. Recebemos dos outros, quando crianças, doses impressionantes de linguagem: Na família, na escola, na rua…

É tanta gente falando ao nosso redor! As vozes começam a entrar na cabeça. E por ali vão ficando. Ficamos inchados! Mas como somos pequenos e ainda não sabemos comunicar direito o que sentimos, nem sempre conseguimos desinchar – falar.

E assim seguimos escutando… e inchando.Até que um dia precisamos “estourar” – FALAR! Sim, a grande descoberta do pai da psicanálise foi na verdade algo bem simples: Falar liberta!

É preciso – é urgente – desincharmo-nos um pouco de linguagem. Desincharmos um pouco da linguagem dos outros. De todos esses outros que falam na nossa cabeça, e  começar a criar a nossa própria linguagem. A nossa própria voz! Uma voz única:A voz de cada um.

Nina Lee Magalhães - Terapeuta, Advogada e Coordenadora da Comissão de Igualdade de Gênero da Mulher Advogada da Seccional de Rondônia.   Apresentadora do Programa Rosa Choque - Canal 25 - SGC – Palestrante motivacional e educacional. Atendimentos no Espaço Reviver 069 32223892, whats 069 992449858 - Rua Venezuela, 1742- Porto Velho – Rondônia – CEP.: 76820.140.

Fonte: Nina Lee

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias