Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2018 - 14:36 (Hidreletricas do Madeira)

L
LIVRE

ANDRADE GUTIERREZ ENGENHARIA ASSINA ACORDO DE LENIÊNCIA COM AGU E CGU

As autoridades ainda investigam as construtoras Camargo Corrêa, Queiroz Galvão, Mendes Júnior e Engevix, que ainda não assinaram acordos de leniência.


Imprimir página

BRASÍLIA (Reuters) - A empreiteira Andrade Gutierrez Engenharia, investigada na operação Lava Jato, assinou nesta terça-feira um acordo de leniência com a Advocacia-Geral da União (AGU) e o Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), informaram os órgãos.

O anúncio engrossa a lista de construtoras que assinaram acordos de colaboração com as autoridades do país, incluindo Odebrecht e UTC. A AGU e a CGU já assinaram cinco acordos de leniência decorrentes da Lava Jato, em um total de arrecadação de 4,5 bilhões de reais em multas.

As autoridades ainda investigam as construtoras Camargo Corrêa, Queiroz Galvão, Mendes Júnior e Engevix, que ainda não assinaram acordos de leniência.

O grupo Andrade Gutierrez tem participações em algumas empresas do país, incluindo a companhia de concessões de infraestrutura CCR, que no final de novembro firmou acordo com o Ministério Público de São Paulo (MP/SP), comprometendo-se a pagar 81,5 milhões de reais para encerrar um inquérito por pagamento de caixa 2. O grupo também tem participação na hidrelétrica de Santo Antônio, no rio Madeira, em Rondônia.

Representantes do grupo AG não puderam comentar o assunto de imediato.

Segundo as autoridades, a AGU entrou com cinco ações de improbidade contra empresas e pessoas físicas no âmbito da Lava Jato. O total cobrado é de 34 bilhões de reais. Destas cinco ações, a AG Engenharia é ré em duas.

Por Lisandra Paraguassu

Fonte: 010 - Reuters

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias