Quinta-Feira, 18 de Julho de 2019 - 13:07 (Geral)

L
LIVRE

ADOLESCENTES MARGINAIS ROUBAM BICICLETAS DE SOBRINHA E DA PRESIDENTE DOS CHACAREIROS DO JARDIM SANTANA

O fato foi comunicado a Policia, mas, até essa quinta-feira, 18, os marginais ainda não tinham sido apreendidos, apesar desse tipo de ocorrência trata-se de um assunto recorrente.


Imprimir página

Porto Velho, RONDÔNIA – Os dois adolescentes que roubaram as bicicletas da sobrinha e da presidente da Associação dos Agricultores e Chacareiros do Jardim Santana, Gabriel Camargo, 45, na quarta-feira, 17, ainda não foram apreendidos pela Polícia.

De acordo com as vítimas, 'eles surgiram armados de dentro de um matagal e ameaçadores levaram as bicicletas'. O fato foi comunicado a Policia, mas, até essa quinta-feira, 18, os marginais ainda não tinham sido apreendidos, apesar desse tipo de ocorrência trata-se de um assunto recorrente.

A dupla de adolescentes bandidos envolvida no roubo das bicicletas, segundo moradores da Linha Santa Terezinha, onde funciona a Associação dos Agricultores Boa Safra (ASBOA), 'é bastante conhecida na região'. Porém, nunca deram 'ruim' nas empreitadas.

O setor chacareiro da Zona Leste tem sido alvo de muitas ações de criminosos nos últimos anos. A participação de marginais adolescentes, a cada dia, tem sido bastante acentuada, queixam-se as pessoas vítimas dessa mesma dupla que assaltou a sobrinha e a presidente da Associação local.

De acordo com um agente policial que atuaria na região do Socialista, Jardim Santana e do Residencial Orgulho do Madeira, em fala a moradores às lideranças desses bairros, 'adolescentes e adolescentes acusados de furtos, roubos e até seqüestros nessa parte da cidade, grande parte seria das próprias comunidades locais'. Nem sempre os pais colaboraram, quando esses elementos menores são apreendidos. A maioria sabe que, quando detida, não esquenta o chão duro das prisões por muito tempo.

A prova de que a maioria das ocorrências, com participação de adolescentes marginais em furtos, roubos, arrombamentos e assaltos à mão armada, 'é de ao menos 75% de mão de obra empregada por menores', sentencia o policial anônimo que já esteve em ação na região através do Serviço Velado da Polícia Militar do Estado.

Para o consultor Lemes Soares, 47, com escritório em Porto Velho e em São Paulo, 'a apreensão de adolescentes, nesses casos, o Estado deveria e manifestar de uma forma mais dura e impor regras de observância e vigilância aos pais, em casa'. Não se concebe mais, ele diz, 'menores em arrastões dentro de ônibus, em saidinhas de bancos, roubando os próprios pais, amigos e vizinhos e fica por isso mesmo'.

Das tentativas de furtos simples da bomba d'água do vizinho ou de casa, bicicletas, motos, carros de luxo, o menor quando solto, certamente, acredita na impunidade e volta a reincidir graças à super proteção das leis, aponta a acadêmica.  

Na Zona Leste, com uma população de mais de 250 mil habitantes, marginais adolescentes infestam a região e são vistos como uma das grandes ameaças impostas aos cidadãos, diz a acadêmica, outra vez. Segundo ela, a violência atribuída à esses marginais adolescentes em sítios, chácaras, fazendas, escolas e no comércio em geral, 'é de que 'o crime compensa', arrematou o policial rondoniense.

Fonte: Xico Nery - News Rondônia

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias