Quarta-Feira, 26 de Dezembro de 2018 - 10:45 (Política)

L
LIVRE

AÇÕES DA PRE/RO INVESTIGAM POSSÍVEIS ATOS DE CORRUPÇÃO NAS ELEIÇÕES DE 2018

Na denuncia da PRE/RO, a alta cúpula do Poder Executivo Municipal teria mobilizado uma grande quantidade de servidores, na maior parte ocupante de cargos de confiança.


Imprimir página

A Procuradora Regional Eleitoral entrou com três ações de investigação junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TER/RO). Numa delas o órgão exige que se apure e reprima abuso de poder político e econômico praticado pelo Poder Executivo de Porto Velho.

Na denuncia da PRE/RO, a alta cúpula do Poder Executivo Municipal teria mobilizado uma grande quantidade de servidores, na maior parte ocupante de cargos de confiança. Essas pessoas teriam atuado na realização da campanha eleitoral dos candidatados “Expedito Júnior e de Maurício Carvalho”, ambos do (PSDB/RO).

Segundo a Procuradoria, existiram informações de conteúdo privilegiado, obtidos em “bancos de dados oficiais do município”. Essas informações ainda segundo a Procuradoria Regional Eleitoral foram conseguidas com a autorização do próprio prefeito Hildon Chaves (PSDB/RO). Além de Hildon, a PRE/RO revela ouras participações, como secretários das pastas (não mencionadas) e do coordenador de campanha Guilherme Erse. 

A Procuradoria Regional Eleitoral também entrou com ação de investigação contra o deputado estadual reeleito Aélcio José da Costa conhecido como [Aélcio da tv]. Quanto a ele, pesa o crime por abusar dos meios de comunicação social. A equipe e o candidato teriam segundo a PRE utilizado do programa de TV do político em canal aberto numa emissora local, para veicular [clipes, reportagens e comentários].

As propagandas de cunho político foram veiculadas no mês de junho do ano eleitoral/2018. Os programas criteriosamente analisados pela PGE diagnosticaram que 36,6% do tempo de exibição tiveram promoção pessoa e de cunho político. O tempo de exposição totalizou 570 minutos sendo quatro vezes maior que o tempo total de propaganda eleitoral televisiva de toda a sua coligação.

O texto foi baseado em informações da própria assessoria do Ministério Público Federal (MPF/RO), enviado a imprensa na ultima sexta-feira (21/12/2018).

Fonte: NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias