Sabado, 25 de Abril de 2020 - 09:51 (Curiosidades)

L
LIVRE

11 ILHAS MAIS PERIGOSAS DO MUNDO

Nem todas as ilhas são tranquilas e seguras, algumas delas vão exigir muita coragem de quem quiser visita-las, por possuírem habitantes inusitados ou perigos eminentes.


Imprimir página

As ilhas costumam serem locais paradisíacos perfeitos para esquecer-se do estresse do dia a dia, curtindo belas vistas e se refrescando nas águas do mar. Porém, se você está procurando por um pouco mais de aventura, talvez a calmaria das ilhas seja um pouco entediante e você queira algo mais ousado.

Nem todas as ilhas são tranquilas e seguras, algumas delas vão exigir muita coragem de quem quiser visita-las, por possuírem habitantes inusitados ou perigos eminentes. Por isso hoje:

11 ilhas mais perigosas do mundo

ILHA DA BIRMÂNIA

Uma das ilhas mais perigosas do mundo, a ilha de Ramree na Birmânia, ganhou notoriedade após a segunda Guerra Mundial. Quando os soldados japoneses foram encurralados pelos britânicos na ilha, eles foram forçados a recuar para o interior da mata, próximo aos mangues e rios. Porém, apenas 500 dos 1000 soldados que entraram na ilha conseguiram retornar, eles foram devorados por crocodilos.

O ataque registrado na ilha de Ramree foi o maior até hoje, entrando para o Guinness Book, como “maior número de fatalidades em um ataque de crocodilo”. Os crocodilos da região podem chegar a quase 7 metros de comprimento e há quem diga que eles podem chegar a pesar mais de 997 quilos.

Os crocodilos da ilha atualmente não estão mais na mesma proporção que na segunda Guerra, mas ainda assim, para os visitantes fica o aviso de tomar cuidado quando resolverem se aprofundar nas matas do local.

ILHA DAS SENTINELAS

Em 1981 um navio cargueiro ficou preso próximo a uma ilha com mais de 50 tripulantes abordo. Quando eles conseguiram avistar pessoas da ilha se aproximando da embarcação acharam que estavam salvos, até perceber que as pessoas vinham armados com arcos e armas improvisados e que estavam aparentemente nus. Em meio ao desespero de ser atacado pelos nativos da ilha, o navio conseguiu ser salvo por outra embarcação que havia sido mandada para resgata-los, mas a partir daquele momento eles descobriram uma nova civilização escondida, as sentinelas.

Anos mais tarde o americano John Allen, resolveu visitar a ilha para catequizar os nativos daquela região, infelizmente só o diário de John foi achado informando de como os nativos não o entendiam e o torturaram por três dias. A ilha hoje é proibida para visitantes, pois além do risco que iram colocar a própria vida, eles também trariam possíveis doenças que podem ser fatais para os habitantes isolados da ilha das sentinelas.

ILHA DAS MÁSCARAS DE GÁS| JAPÃO

Imagine morar em uma ilha paradisíaca no mar do Japão em uma vila com um pouco mais de 3.000 habitantes, onde você conhece praticamente todas as pessoas e vive uma vida calma em um paraíso natural. Era assim que costumava ser a vida dos habitantes da ilha Miyake antes de um alarme soar por toda ilha indicando que o vulcão havia entrado em atividade vulcânica.

O maior desastre causado pelo vulcão, ao contrário do que se imaginaria, não foi a lava e sim a fumaça tóxica que saía do vulcão e que matou mais nativos do que o fogo.

Os moradores da ilha foram forçados a andar com máscara de gás por vários dias e mesmo após finalizar as erupções, ainda deviam andar com as máscaras nos locais que apresentavam maiores riscos. Atualmente a ilha foi aberta para turistas e reúne milhares de pessoas interessadas em ver os desastres provocados pelo vulcão. E você? Teria coragem de visitar a ilha?

PAPUA|NOVA GUINÉ

No topo de suas casas nas árvores os moradores da ilha da Papua, Nova Guiné, nunca haviam conhecido outra civilização que não a sua até 1970. Em 1974, um grupo de cientistas levou uma expedição para a área e fizeram os primeiros contatos com os nativos. Muitos dos nativos acreditaram que os ocidentais eram espíritos malignos e por isso deveriam ser mortos e devorados.

Os nativos da Papua costumavam ser canibais e muitos deles acabaram sendo convertidos para o cristianismo após a visita da expedição. Apesar do contado com o mundo externo, os nativos da ilha da Nova Guiné ainda vivem em casas de palha no topo das árvores, preservando grande parte da cultura dessa civilização isolada.

ILHA DA POVEGLIA| ITÁLIA

Essa pequena ilha na Itália é um dos últimos lugares que provavelmente você vai querer estar. Quando a peste bubônica matava grande parte da população mundial antes da década de 20, o governo de Roma resolveu separar todos os doentes na ilha da Poveglia, abandonando-os para a morte coletiva. Bastava que um cidadão romano parecesse estar doente, para que ele fosse abandonado na ilha. Seus corpos depois de mortos eram queimados em valas coletivas que levavam cinzas para todo o terreno da ilha.

Em 1920, um hospital psiquiátrico foi construído no local, porém o médico que cuidava dos pacientes fazia experimento nos doentes, injetando sustâncias nos cérebros dos incapazes só para analisar o que poderia acontecer. Relatos contam que o médico acabou sendo atormentado por espíritos e se jogou de uma das torres do hospital, sendo apanhado por sombras misteriosas.

Atualmente, a não ser que tenha uma autorização especial, ninguém pode entrar na ilha, já que o governo italiano proibiu qualquer expedição ou turismo na ilha da Poveglia. 

Fonte: Mais Curiosidades - NewsRO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias