Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019 - 18:15 (Cidades)

L
LIVRE

1ª MARCHA AZUL MARINHO DE CACOAL SUPERA EXPECTATIVAS EM PÚBLICO E ACEITAÇÃO POR AUTORIDADES

No mesmo dia foi realizado o 2º Seminário Estadual de Guardas Municipais e Segurança Pública.


Imprimir página

Na luta por mais segurança na região, Cacoal recebeu na segunda-feira, 29, a primeira Marcha Azul Marinho, promovida em prol da criação e estruturação da Guarda Civil Municipal. Essa é a segunda marcha no estado de Rondônia em defesa da causa.  No mesmo dia foi realizado o 2º Seminário Estadual de Guardas Municipais e Segurança Pública; com o tema - Violência Requer Prevenção, Guardas Municipais Já; A agenda 2030 e a Guarda Civil Municipal no contexto da Segurança Pública!

Em Rondônia, a primeira marcha e seminário foram realizados no dia 2 de março de 2018, em Ariquemes, único município do estado onde há Guarda Civil em atividade.

Com a presença da população, de vigilantes patrimoniais municipais de Cacoal e Pimenta Bueno, vereadores, motociclistas por aplicativos " Moto Já", agentes municipais de trânsito, bombeiros civis, representantes do Sindicato do Servidores Municipais de Cacoal (Sinsemuc),   Sindicato dos Servidores Municipais do Cone Sul  (Sindsul de Vilhena), dentre outros convidados.  A primeira Marcha Azul Marinho que teve ampla cobertura pela imprensa local, superou as expectativa dos organizadores, e é celebrada como marco para a política de segurança pública municipal.

Após a marcha que percorreu os principais pontos do centro da cidade, o público se dirigiu para a Câmara de Vereadores, onde foi realizado o seminário  que teve como palestrantes, o idealizador da marcha no país, inspetor Maurício Naval, da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo (SP), o guarda civil municipal e especialista em Segurança Pública Municipal Roberto Nascimento, de Fortaleza (CE), a guarda civil municipal Rosilene Santos, de Ariquemes (RO), Edimar Kapiche Presidente do Conselho Municipal de Segurança de Cacoal,  dentre outros.

De acordo com o inspetor Maurício Naval, uma cidade que possui uma Guarda Civil Municipal em funcionamento e com boa estrutura, os índices de violência podem cair em média de 30% a 70%. “Não adianta montar a Guarda e deixa - lá sem estrutura, como viaturas, equipamentos e com baixo efetivo”, esclarece.

Para o coordenador local do evento: Edimar Kapiche, o evento foi um grande sucesso, pois a população e parte das autoridades públicas entenderam a necessidade de se criar a força de segurança. “Sabemos que isso é o primeiro passo de uma longa caminhada, mas a primeira impressão foi muita boa. A comunidade começou a se envolver com a discussão a respeito à criação e função da Guarda Municipal em uma cidade”, relata.

Após o seminário, a comissão organizadora foi recebida pela prefeita Glaucione Rodrigues, e segundo Edmar Kapiche, a prefeita ver com bons olhos a criação da Guarda Municipal. Após levantar dados sobre o órgão prometeu mais uma vez trabalhar pela criação da força de segurança.

Fonte: 010 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias