PROCURA-SE: CONFÚCIO MOURA BUSCA MISERÁVEIS QUE VIVEM EM RONDÔNIA

Confúcio finaliza sua reflexão prestando um questionamento sobre os dados publicados recentemente pela autarquia.
Terça-Feira, 17 de Outubro de 2017 - 11:07

Visivelmente assustado e sem acreditar nos dados do IBGE, o governador Confúcio Moura (PMDB) usou seu blog para procurar “pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza em Rondônia”. Nesta segunda-feira, (16), por meio de uma publicação, o gestor aparentou preocupação com o quantitativo dos 300 mil miseráveis (pessoas que vivem com o equivalente a USD$ 1 dólar por dia) identificados pelo Instituto Geográfico e que vivem no território rondoniense.

“Fiquei muito sem graça e perdi parcela do meu ânimo, de ser um eterno gerador de esperanças e pregador de o Estado como: – a  terra das oportunidades. Como? Terra das oportunidades com 18% da população nesta faixa de pobreza extrema?”, questionou Moura informou que “duvidei destes dados”.

Moura seguiu seu texto, dizendo que tenho pouco tempo pela frente, como governador. Mas, ainda dará tempo para mais uma arrancada sensacional, na busca ativa destas pessoas (...) Há necessidade de se estratificar tudo isto,  numa operação de guerra junto com os municípios e parceiros, iniciar um trabalho naqueles segmentos, em que haja possibilidade de reação produtiva, mesmo que sob treinamento remunerado por meses ou anos.

“Nada pode ser feito por rompante político, empolgado e populista, mas, sistematizado para o bom aproveitamento de recursos aplicados. Como se fosse um jogo de risco. Prático, rápido e eficiente. Mas, sim tirá-los da faixa da miséria absoluta”, acrescentou.

O governador blogueiro assegurou que não pode “considerar Rondônia, um espetáculo de crescimento, quando significativo contingente populacional se encontra na faixa da pobreza extrema. As formas são diversas e terá que surgir aqui o líder forte para esta guerra declarada de vida ou de morte”.

Confúcio finaliza sua reflexão prestando um questionamento sobre os dados publicados recentemente pela autarquia. “Mas, será que temos mesmo – 300 mil pessoas em nosso Estado, neste estágio de pobreza?”.

Fonte - NewsRondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.