NENHUMA VÍTIMA DE ESTUPRO É SANTA! Por Janaina Xander Wessel

A única coisa que todas tem em comum é que sofreram uma violência, foram vítima e estão traumatizadas com o que aconteceu.
Sexta-Feira, 10 de Março de 2017 - 17:22

Por Janaina Xander Wessel

Até hoje nunca ouvi falar que uma vítima de estupro é santa, nunca. Tudo que minha experiência me apresentou foram mulheres, seres humanos, com defeitos, fraquezas, mas também com muitas qualidades e sonhos. Também não há um perfil definido, tem brancas, morenas, negras, de cabelo vermelho, curto, longo, loiras, baixas, altas, ricas, pobres, etc.

A única coisa que todas tem em comum é que sofreram uma violência, foram vítima e estão traumatizadas com o que aconteceu. Cada uma reage de forma diferente, algumas choram, se trancam no quarto, outras não deixam ninguém perceber o que aconteceu, mas tem pesadelos à noite. Existem até casos de suicídio após o abuso, por não suportar o que lhe aconteceu. Muitas se culpam, e esta culpa se multiplica ao ver os comentários de que se estivessem em casa nada daquilo lhes aconteceria. Ora, então agora todas as mulheres devem ficar trancadas em casa e só sair acompanhada de uma pessoa do sexo masculino??? Está havendo uma inversão de valores onde a vítima é acusada de ser culpada da violência que sofreu.

Não, não há santas vítimas de estupro, mas o fato de não ser santa não permite que a mulher seja  obrigada a praticar qualquer conduta sexual contra sua vontade. A roupa usada, maquiagem, ausência de  virgindade, se ingeriu bebida alcoólica, nenhum comportamento permite que a mulher tenha seu corpo  violado para a satisfação da lasciva alheia.

A violência sexual é uma das mais humilhantes formas de violência que existem. A vítima é submetida a  praticar atos íntimos com pessoa que não deseja e muitas vezes é ofendida na sua moral, sendo chamada  de vagabunda ou puta. Não há justificativa para o cometimento de tais crimes.

Porque ao invés de ensinarmos nossas meninas a “se comportar” ou prendê-las dentro de casa, não  ensinamos os meninos que ninguém, não importa a roupa, cor, idade, local, comportamento, é obrigado a  se relacionar sexualmente com ninguém contra sua vontade? Porque se essa premissa estiver correta uma  pessoa que teve seu carro arrombado e seus pertences levados é culpada por ter escolhido aquele local  para estacionar, ou se alguém teve seu celular levado foi porque “deu bobeira”, ou ainda uma mulher  apanhou de seu companheiro por não se submeter às vontades e expectativas dele. NÃO! A culpa nunca é  da vítima, não podemos permitir essa inversão.

Antes de qualquer comentário maldoso a respeito de uma pessoa que foi violentada, pense em suas mãe, filhas, irmãs, esposas, amigas, devem ser trancafiadas em uma casa afim de que não “provoquem” a  prática de um crime? Vamos procurar fazer o bem, coisas produtivas e analisar o que foi encaminhado em  grupos, antes de transmitir para outras pessoas.

 A autora é Delegada da Polícia Civil do Estado de Rondônia, lotada na Delegacia Especializada no  Atendimento a Mulher (DEAM).

Fonte - 5.PCRO

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.